Por

A cidade italiana de Urbania está situada no noroeste da região de Marche, a sudoeste de Urbino. A cidade é mais conhecida por seu atraente centro medieval e pelo Palazzo Ducale, e também é um conhecido centro de produção de cerâmica e faiança pintada conhecida como majólica.

Urbania possui 6.932 habitantes e fica na província de Pesaro e Urbino. Conhecida até 1636 com o nome de Casteldurante, mudou seu nome para o atual em homenagem ao Papa Urbano VIII após ser elevada a cidade e diocese.

A vila medieval foi desenvolvida durante o Renascimento como um local de residência de verão para os Duques de Urbino, e edifícios de ambos os períodos podem ser vistos durante uma visita.

Explore Urbania

A maioria das visitas começam na praça principal no centro de Urbania, rodeada por antigas muralhas, é a Piazza San Cristoforo, para onde convergem as principais ruas do centro histórico. Ela é ladeada por edifícios com arcadas e onde também encontrará uma selecção razoável de cafés e restaurantes. No centro são a estátua do santo da cidade e o Teatro Bramante.

O Palazzo Ducale, às margens do rio Metauro, é o monumento mais conhecido de Urbania e data originalmente do século XIII, embora tenha sido muito modificado nos séculos XV e XVI. Construído inteiramente em terracota, atualmente abriga a Biblioteca, fundada por Federico da Montefeltro, e o Museu Cívico que possui afrescos de 1300, mapas de Mercator, uma bela coleção Ubaldini de desenhos e gravuras, um coleção de mapas geográficos do sec. XVI-XVIII e a coleção de cerâmicas locais contemporâneas. A cave do edifício é ocupada pelo Museu da História da Agricultura e do Artesanato.

Visite a Igreja dos Mortos (Chiesa dei Morti) se você gosta de ver múmias de 500 anos! Perto do Palazzo Ducale, a pequena igreja contém cerca de 18 múmias agora em exibição vertical em uma caixa de vidro.

Na mesma parte de Urbania existem outros edifícios medievais interessantes juntamente com parte das muralhas defensivas originais de Urbania. Há também uma pequena catedral, muito modificada no século 18, e algumas outras igrejas, incluindo a Igreja de São Francisco de estilo barroco, entre na igreja para ver algumas pinturas notáveis.

Há também uma boa seleção de bares e restaurantes em Urbania,  porém o foco é na indústria cerâmica da cidade com lojas e oficinas onde você pode comprar a cerâmica ou saber mais sobre sua produção.

Urbania não leva muito tempo para ser explorada e fica um pouco fora da “rota turística”, mas seu cenário atraente e centro histórico bem preservado fazem com que uma visita seja recomendada quando você visitar esta parte central da Itália.

Artesanato:

DCIM100GOPROGOPR1472.

Urbania, cidade conhecida pela suas cerâmicas renascentistas, foi um importante centro para a produção da chamada maiolica metaurense. Na verdade, especialmente durante o ducado da família Della Rovere é que a cerâmica deixou de ser um artigo simples, e se tornou verdadeiras obras de arte.

E em torno a 1500 a cidade de Urbania, antes chamada de Casteldurante, juntamente com Urbino e Pesaro, passou a produzir algumas das mais belas cerâmicas do Renascimento italiano, distinguindo-se de outros centros como Faenza, pela invenção de sua decoração e da sofisticação do gênero narrativo de pintura chamada “istoriato“.

Mercatello palazzo donati_16

Na época, existiam mais de 40 fornos, que forneciam obras para todas as maiores cortes europeias e foram contabilizados mais de  150 maiolicari, ou seja ceramistas. Hoje existem poucos ceramistas que mantém a história da cerâmica antiga, e  nos visitamos umas delas, a Cerâmica Casteldurante, reconhecida com uma das 100 melhores “botegas artesanais da Itália”, e fornecedora das lojas de vários museus da França e Itália pela sua perfeição na reprodução de pinturas renascentistas.

Indico a leitura do texto: Alguns artesãos que você deve conhecer na sua próxima visita à região Marche

Gastronomia:

Uma extraordinária excelência local é a trufa branca (tuber magnatum Pico) e mais comum a trufa negra, denominada scorzone. Saboroso é o crostolo (com ovos e banha) que, junto com um bom pão, acompanha saboroso salame, queijo pecorino e ervas selvagens. A sobremesa que conta as tradições culinárias destes locais é o bostrengo (feito com arroz e nozes típicas da época fria), para ser degustado juntamente com o vinho cereja azeda ou vinho santo.

Atrações próximas

Não muito longe do centro fica o Parco Ducale ou Barco Ducale, um imponente edifício do século 15 (reconstruído no final do século 18) um complexo construído nas margens do Metauro para hospedar as viagens de caça dos Duques.

Não perca ainda uma curiosidade agradável, o caminho das fadas do Bosco dei Folletti.

Mais dicas

Saiba mais

 

Tags:
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.