By

3

O litoral de Rimini, na Emília-Romanha, é um dos mais famosos e badalados da Itália e todos os anos, durante o verão, recebe milhares de turistas, tanto italianos quanto estrangeiros. As praias são enormes, com ótima infraestrutura e oferecem serviços para todos os gostos e bolsos. Mas você sabia que além das praias e da maravilhosa gastronomia, em Rimini há também um ótimo estabelecimento termal?

A Itália é um país riquíssimo em águas termais e atualmente existem 143 estabelecimentos. A Emília-Romanha e a Toscana são as regiões que mais possuem termas, com 18 e 24 centros termais respectivamente. E se engana quem pensa que só quem frequenta as termas são idosos ou pessoas que necessitam de tratamentos específicos. Quando visitei as termas de Rimini pude observar um público bem variado. Sim, tinham pessoas que eram lá sob prescrição médica, mas eu e muitos outros estávamos lá mesmo era para relaxar e desfrutar das mordomias de um spa.

As termas sempre foram muito utilizadas pela população da bacia do Mediterrâneo, já desde a Antiguidade. No período do Império Romano foram criadas as primeiras termas públicas, mas antes disso os balneum (daí o nome balneário, outro nome com o qual são chamas das termas) eram já muito frequentados pelos aristocratas romanos. Cada estabelecimento termal oferecia atrações específicas: ou uma paisagem especial, ou uma grande biblioteca, ou um ginásio esportivo, e para que eles não deixassem de ser populares, os bilhetes de entrada custavam muito pouco ou até mesmo nada.

Hoje em dia as termas se tornaram modernos centros de bem-estar, onde podemos relaxar e cuidar do nosso corpo e da alma, nem que seja só por um dia, encaixando entre um passeio e outro um momento para nos livrarmos das toxinas e do stress.

Foto: Riminiterme

Foto: Riminiterme

 

Termas na Itália: Riminiterme, relax de frente para o mar

Riminiterme é o único centro termal da Emília-Romanha localizado diretamente na praia. É um estabelecimento moderno e nos últimos anos foi transformado radicalmente, tornando-se um spa de última geração. Além de oferecer serviços terapêuticos e de prevenção de doenças, as termas também são dotadas de áreas específicas de bem-estar, que vou descrever mais adiante.

Outra característica que diferencia Riminiterme das outras termas, é que ela é a única da Emília-Romanha a praticar a talassoterapia – tratamento que utiliza todos os elementos marinhos, como a água, o sal e as algas para a cura e o bem-estar do corpo e da mente.  O estabelecimento termal Riminiterme é dividido é em três setores:

 

1. Área Terapêutica

Quem procura Riminiterme por motivos de saúde encontra: a Divisão de Inalação, útil para quem tem problemas nos aparelhos respiratório ou auditivo; a Divisão de Fisiokinesiterapia e Reeducação Funcional, para quem necessita de tratamentos de reabilitação motora; a Balneoterapia, ou seja, aplicação de lama termal sobre o corpo do paciente, ótimo contra inflamações, dores, etc. Todos os tratamentos são realizados e acompanhados por médicos e fisioterapeutas.

 

2. Área de Prevenção e Promoção da Saúde

Certamente a área terapêutica é aquela que interessa menos ao viajante, e desta área fazem parte o departamento de Medicina Natural e de Exames Diagnósticos.

 

3. Área de Bem-Estar

Essa sim é a área da qual nós, viajantes, podemos desfrutar mais. O spa de Riminiterme é muito moderno, dotado de academia, piscinas, sauna, banho turco, hidromassagem e uma sala de haloterapia (terapia com sal). É também possível usufruir de tratamentos estéticos, massagens e adquirir produtos termais.

A sala de haloterapia é a menina dos olhos de Riminiterme. Ela reproduz o microclima marinho, rico de magnésio, cálcio, enxofre, potássio, iodo e ferro, elementos que têm ação drenante, purificante, tonificante e anti-bactérica. A sala tem capacidade para três pessoas e é dotada de espreguiçadeiras , além de músicas, sons, aromas e luzes estudados especificamente para favorecer o relaxamento.

Termas na Itália: Riminiterme

Sala de Haloterapia, ou sala do sal.

Todas as piscinas de Riminiterme são indoor e em uma delas, a maior, é utilizada água do mar a uma temperatura de 34ºC. É justamente por isso que é possível frequentar as termas em qualquer época do ano!

Termas na Itália: Riminiterme

Piscina com água do mar, bem quentinha. Esses jatos de hidromassagem são maravilhosos para as coxas e além disso, daquelas coluninhas onde estão as plantas, saem quedas d’água para massagear as costas.

Durante o verão, como as termas ficam na praia e têm acesso direto ao lido, é possível também utilizar os serviços do estabelecimento (com um custo à parte), como as espreguiçadeiras e sombreiro. Muita gente aproveita para unir o útil ao agradável e associar a um dia de praia , também um momento de bem-estar nas termas.

Dei uma olhadinha nos preços dos pacotes oferecidos por eles e achei os preços bastante acessíveis. Visite o site da Rimiterme (clique AQUI) para saber mais sobre os pacotes de 5 dias.

Termas na Itália: Riminiterme

Salinha de espera na área do consultório de medicina preventiva e estética.

 

Mais informações sobre Riminiterme

  • Para vocês terem uma ideia dos preços, um dia nas termas com direito a uso da sauna, do banho turco, da sala de haloterapia e das piscinas de água do mar sai por cerca de 25 euros;
  • Riminiterme funciona o ano inteiro, de segunda a sábado das 9 às 19h30 (no sábado até as 19h);
  • Visite o site da Riminiterme para saber mais sobre preços, pacotes, etc.

 

Como chegar a Riminiterme

Riminiterme está localizado no Viale Principe di Piemonte, nº 56 e fica a poucos metros de uma parada de ônibus. A linha que passa é a nº 11, que você pode pegar, por exemplo, na frente da estação. Para ver todas as paradas e horários, clique aqui.

A Emília-Romanha é uma região que pode ser visitada em qualquer época do ano e por qualquer tipo de viajante, uma vez que há atrações para todos os gostos. Mesmo quem viaja no inverno e, portanto, não pode aproveitar as praias, pode associar às termas um passeios pelos magníficos burgos ou atividades culturais nas cidades localizadas nos arredores de Rimini, como Cesena e Forlí. São lugares que não fazem parte dos roteiros mais clássicos, mas que certamente merecem ser vistos, pois têm muito a oferecer!

 

 

Nota: Eu participei desta viagem de imprensa como convidada na ocasião da Settimana del Buon Vivere promovida na região da Romanha. Este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.

blogtour

 

Mais dicas

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

 

♦ Mapa                                                                                     

 

 

Deixe uma resposta

4

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.