By

Saiba onde praticar esportes de neve na Itália e conheça a belíssima e fascinante Calábria!

Sila Calabria_41

Entre os dias 13 a 15 de março eu viajei para a Calábria a convite da Associação WeLikeSila e pelo Ente Parco Nazionale della Silla, para conhecer este outro lado da Calábria, pouco explorado, mas muito interessante, as montanhas.

A Calábria, na ponta da Itália, apesar de ser circundada pelo mar possui praias maravilhosas, mas sua parte interna é pouco conhecida, possui montanhas maravilhosas e um parque nacional muito organizado, adaptado para desde famílias com crianças a grupos de jovens aventureiros. Ainda, há atividades para todos os períodos do ano, no período quente, esportes de ar livre como trekking e mountain bike, e no inverno ao esqui, caminhada com raquetes de neve, entre outros.

Sila Calabria_10

Onde é possível praticar esportes de neve?

No Parco Nazionalle della Sila, que é composto de muitas pequenas cidades cortadas por estradas circulares. O parque ainda é dividido em três áreas: o Sila Grande, com suas altas montanhas, e no norte da pequena área de Sila Greca e Sila Piccola perto de Catanzaro, caracterizada por suas colinas cobertas de florestas. Essas três áreas abrangem um total de 130 km quadrados.

O pico mais alto é de 2000 metros de altura, mas a média é de 1.400 metros e no inverno estão cobertos de neve, e por isso é um destino favorito para os amantes de esqui.

Sila Calabria_15

Quais esportes de neve é possível praticar?

Ou a pergunta seria quais esportes de neve eu fiz neste blog tour? ahaha isso mesmo… não sou uma “pessoa esportiva”, mas topei fazer este blog tour como um desafio pessoal e vou lhe confessar, adorei!!! Sendo brasileira, de país quente, não sou muito adepta de esportes invernais, mas devo concordar que foi tudo muito tranquilo (a parte a caminhada noturna com as raquetes de neve, a ciaspolata) e me mostrou que fazer este tipo de viagem é muito mais interessante do que eu imaginava!

Sila Calabria_14

Vamos então aos esportes:

1. Ciaspole:

Sila Calabria_25

 Um tipo de raquete de neve, o usado na Itália é um pouco mais largo, e usado para caminhadas na neve.

Blogueiros prontos para a cispolata

Blogueiros prontos para a cispolata

No primeiro dia fizemos uma cispolata, a caminhada com a raquete de neve, por duas horas ao longo de um dos três maiores lagos artificiais na área de Lorica, parte de um complexo engenhoso para a produção de energia hidrelétrica. Uma delicia caminhar contemplando esse tapete branco da neve. É muito comum durante a cispolata ver animais silvestres. Antes de começar, pudemos ver um pequeno veado. Não foi cansativo como imaginei.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No segundo dia fizemos uma ciaspolata noturna, numa estrada chamada “sentiero del lupo” (estrada do lobo) de cerca de 4 km no Monte Scuro sob à luz da lua. Confesso que foi bem cansativo, talvez porque no final do dia, depois de tantas atividades, o corpo já estava cansado, ou porque eu mesmo não estava treinada o bastante. Mas devo me render a beleza mágica da neve prateada e árvores dobradas pelo peso da neve que parecem afundar numa espuma, além do fascínio que é caminhar no escuro… com o guia explicando que este era o “caminho do lobo” .. hahahah…

O nosso guia contava histórias sobre lobos, árvores, histórias e lendas locais.

2. Sleddog:

Este é um treno puxado por cães treinados.

Imagine a honra que eu tive de ter tido uma pequena aula de Bobsleigh com o campeão mundial na categoria! Foi uma experiência deliciosa, mesmo que eu tenha caído (sim, numa curva os cachorros foram para um lado e eu para outro), fiz uma boa risada da situação. Os cachorros são uns amores, super dóceis e são muito bem tratados.

3. Snowbike:

Sila Calabria_67

Fomos na área de Carlo Magno, uma área organizada para atividades na neve e esqui. Lá pudemos conhecer e provar várias atividades, além do snowbike, que é esta bicicleta adaptada para andar na neve, pudemos ver outros esportes e andar de “gato delle neve” um tipo de “trator para neve” que limpa e deixa a pista lisinha.

 

4. Esqui e snowboard:

Sila Calabria_6

Nos visitamos neste blog tour 2 áreas de esqui, a de Carlo Magno e de Camigliatello que são algumas das mais bem equipadas para o esqui, tanto downhill e cross-country.

Avista lá de cima é fenomenal!

Sila Calabria_4

Não fui com o equipamento para esqui e o nosso tempo não permitiu… mas isso não quer dizer que eu não aproveitei…

Sila Calabria Sila Calabria_68 Sila Calabria_8

Esta viagem foi muito divertida, em parte por causa das interessantes atividades, por causa da boa comida, da ótima organização, mas sobretudo pela beleza da Sila, que me surpreendeu, superando em muito as minhas expectativas, um local que recomendo muito.

Mas claro, tive também ótimas companhias, os outros Blogueiros: EleonoraFrancesca, Alex, Adelina, Paolo e Emmanuela.

Sila Calabria_21

Dica:

  • não deixe de provar as delícias gastronômicas da Sila, como o Caciocavallo Silano Dop, queijo realizado com o leite de vaca e feito em forma de gota, ótimo feito grelhado e Patate mpacchiuse – minha preferida!!! A batata da Sila é muito saborosa (você não tem ideia) e esse prato é realizado com a batata cozinha e frita em pouco azeite, e assim elas ficam atacadas, razão do nome.

Onde Dormir:

Eu dormi no Hotel Il Tasso,  que fica em Campigliatello, e foi muito bom! O proprietário foi muito atencioso conosco.

 Sila Calabria_71

 

Como ir para o Parque della Sila

É fácil chegar ao Parque della Sila graças à sua localização geográfica, mas o carro é definitivamente o meio de transporte mais eficiente de visitar a Sila. As estradas principais são a S.S. 107 silano-Crotone para aqueles que chegam do norte, a S.S. dei Due Mari, que fica entre Lamezia Terme e Catanzaro e, finalmente, a SS 281 de Rosarno, para aqueles que chegam do sul.

Caso não esteja de carro, dá para chegar a Sila de trem com as linhas que passam por Cosenza e Catanzaro, ou, em alternativa, as rotas de ônibus Ferrovie della Calabria, partindo das principais cidades da Calábria.

As estradas para a região do Parque della Sila tem boas condições e por isso o carro acaba sendo a melhor opção.

 

Para ver mais sobre a minha recente viagem a Calábria, siga a hashtag #WeLikeSila nas mídias sociais e neste blog!
Nota: Eu participei nesta viagem de imprensa convidado pela Associação WeLikeSila e Parco Nazionale della Sila, os quais agradeço o convite e parabenizo pela organização. Este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.

blogtour

 

Mais dicas

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

 

♦ Mapa                                                                                     

tag: Onde praticar esportes de neve na Itália – Calábria

Tags:

9 Comments

  1. bcarrilho / 10/12/2018 at 13:51 /Responder

    Oi, Deyse! Tudo bem? Acabei de conhecer o seu blog e estou adorando as dicas! Vou para a Itália em Setembro/2019 e queria saber onde é possível ver neve e fazer esportes de neve nessa época. Será que dá? Se tiver outras sugestões de passeios em Setembro, fique à vontade para indicar! Queremos ir também em piscinas termais, castelos, fazer passeio de vespa… 🙂 Obrigada!

    • Deyse Ribeiro / 21/12/2018 at 16:09 /Responder

      Ola, em setembro é final de verão, não ha locais para fazer esportes de neve na Calabria. Sinto muito.

  2. Connie / 01/01/2016 at 09:25 /Responder

    Olá! É a quarta vez que estamos na Itália, mas a primeira que vistamos o sul. Estamos em Bari e dia 06/01 estaremos em Cosenza. Gostaria de saber qual a melhor maneira de ir para o Parco Nazionalle della Sila? Obrigada!

    • Deyse Ribeiro / 02/01/2016 at 02:32 /Responder

      Ola Connie, obrigada pela sua pergunta. Acabei incluindo um paragrafo a mais no texto sobre como chegar ao Parque. Existem trens e ónibus que vão a locais próximos as localidades mais importantes da Sila, mas como os horários sao difíceis e não funcionam bem todos os dias da semana, eu indico ir de carro mesmo, ja que as estradas são boas e a região é bem central. SE você for pra lá de avião, pode descer em Lamezia Terme ou Crotone, dependendo da localidade da Sila que pretende visitar. Elas possuem áreas de aluguel de carro la. Bom passeio!

  3. Fabio Cipolla / 10/06/2015 at 19:45 /Responder

    Farei uma viagem com a familia dia 23 de julho para Itália e irei visitar parentes pela primeira vez.
    Mas eu estou tendo sérias dificuldades para descobrir como ir e voltar de Roma ou Nápoles para San Basile, ao lado de Castrovillari.
    Eu pensei em avião mas não nos levar até lá, só até Lamezia.
    Trem: Mesma situação.
    Carro, parece interessante, mas eu não tenho certeza se eu sou capaz de chegar lá (porque eu me perco facilmente).
    E ônibus.
    Você tem alguma dica?

    • Patrícia Kalil / 10/06/2015 at 20:53 /Responder

      Olá Fabio!

      O melhor modo seria mesmo ir de carro (pelo menos só de Lamezia até lá). Você não se perde, com o navegador dá tudo certo!
      Se decidir mesmo pegar transporte público, você pode ir de trem de Roma ou Nápoles para Cosenza, de lá pegar um ônibus para Castrovillari (http://www.ferroviedellacalabria.it/fdc/orari-autolinee/) e então outro ônibus para San Basile. O difícil vai ser fazer com que os horários coincidam, pois a viagem é longa!
      A mesma coisa acontece se você preferir ir de avião até Lamezia Terme. Terá que pegar um ônibus para Cosenza, e então os outros dois para Castrovillari e San Basile.
      Eu realmente aconselho você a alugar um carro. Analise bem essa opção.
      Espero ter ajudado!
      Um abraço,
      Patricia

      • Fabio Cipolla / 11/06/2015 at 21:17 /Responder

        SIM AJUDOU MUITO.
        VOCÊ ACREDITA QUE SÓ COM INGLÊS DÁ PARA IR DE CARRO DE ROMA ATÉ SAN BASILE? Esse é meu medo.
        As estradas por aquela região são boas e fáceis de entender?
        Pedágio e abastecer o carro é algo complicado para quem não domina o italiano?
        Obrigado pela ajuda

        • Patrícia Kalil / 12/06/2015 at 07:37 /Responder

          Oi Fabio,

          Dei uma olhadinha no percurso proposto pelo Google Mapas e percebi que, dos 460km, somente os últimos 48km são fora da autoestrada, portanto em 90% do tempo você pegará estradas ótimas. Ao sair da autoestrada, as estradas internas que conduzem até San Basile são daquelas cheias de curvas, pois a região é montanhosa. Nesse caso você terá que reduzir bastante a velocidade, mas não acredito que você terá dificuldade para chegar a San Basile. Certifique-se que o carro que você for alugar tenha navegador GPS ou instale um no seu telefone (um que funcione sem internet). É fundamental.
          Em relação ao pedágio, você não terá que falar com o atendente. Irá aparecer no visor o valor a ser pago. No caso dos postos de gasolina, mostre o valor que quer abastecer de “benzina” (gasolina) ou diesel, e pronto! 🙂
          Talvez nas cidades não turísticas, pequenas, do interior, seja um pouco mais complicado encontrar alguém que fale inglês. Caso as pessoas não te entendam, eu sugiro que você fale português, que é muito mais fácil para um italiano compreender, visto a origem latina das duas línguas.
          Fica tranquilo que vai dar tudo certo!
          Um abraço,
          Patricia

          • Fabio Cipolla / 12/06/2015 at 16:21

            Patricia,
            Obrigado pela resposta. Agora estou mais confiante em viajar de carro pelo sul da Itália.
            Santa ajuda. Muuuuito sucesso!
            Abraços,

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.