By

Quando pensamos em Parma, nos vem logo em mente o Presunto de Parma ou um pedaço de queijo parmesão. A cidade é realmente conhecida por essas iguarias, mas além de comer, há muito mais o que fazer em Parma! 

Além de seu legado culinário, Parma pode se orgulhar de uma história fascinante que fez da cidade um lugar movimentado, atmosférico e, às vezes, até de contos de fadas. Especialmente quando estava sob o domínio das Farneses, Parma cresceu e virou uma cidade imponente, com belas casas e monumentos, artistas de alto nível e ótima música.

Tour em Parma

Sabia que você pode fazer um tour privativo em português em Parma? Temos tours guiados nesta e em outras cidades da Emília-Romanha.

Felizmente, uma grande parte da atmosfera – e do legado cultural – foi preservada, e assim podemos imaginar como a cidade era alguns séculos atrás. Na foto abaixo, você pode ver, por exemplo, o campanário, a torre sineira do Duomo e o belo batistério, o grande orgulho de Parma.

O que fazer em Parma

Com uma herança tão rica, não surpreende que muitos artistas importantíssimos tenham vindo de Parma, entre eles o diretor de cinema Bernardo Bertolucci, o maestro Arturo Toscanini e o compositor de ópera Giuseppe Verdi, que veio do vilarejo vizinho, Le Roncole.

Giuseppe Verdi nos espera para um bate papo no Piazzale San Francesco, em frente à “Casa da Música”!

Dicas do que ver e o que fazer em Parma

Está pensando em fazer um roteiro pela Emília-Romanha? Coloque já Parma no seu roteiro! Eu preferi me hospedar em Parma, mas se você não quiser pernoitar na cidade, poderá conhecê-la também em um bate e volta desde Bolonha, Módena ou mesmo desde Milão.
Veja então estas dicas do que fazer em Parma.

 

Conhecer a Catedral de Parma e a magnífica cúpula de Correggio

Embora o exterior da Catedral de Parma pareça um pouco simples, um verdadeiro espetáculo da arte renascentista e da arquitetura românica espera por você lá dentro. Você quase não sabe por onde começar a olhar, de tão bonita que é. Ela é quase toda coberta com afrescos coloridos.
O afresco mais famoso pode ser encontrado na cúpula. É de autoria de Antonio Correggio, um dos maiores artistas do Renascimento Italiano. Sua Assunzione della Vergine faz você olhar sem fôlego, para a luz, para Maria, para o gruponho rodopiante de anjos e querubins! Se você quiser ver mais de Correggio em Parma, também poderá admirar a Camera di San Paolo, no mosteiro de San Paolo, e o mosteiro de San Giovanni Evangelista, logo atrás da catedral.

Admire o Batistério

Logo ao lado da Catedral fica o Batistério de Parma. É uma estrutura impressionante, com sua aparência de castelo, que adorna a cidade desde 1307. Vendo ele de fora, você dificilmente vai pensar que é um Batistério.
Batisterio de Parma
Do lado de fora já é uma maravilha, mas por dentro o batistério é ainda mais bonito, com uma cúpula lindamente pintada com os meses do ano, as quatro estações do ano e as constelações.
É todo o trabalho de Benedetto Antelami. Ele trabalhou tudo em detalhes, para que você possa olhar por um longo tempo com a cabeça erguida em toda a beleza acima da cabeça. Antelami simbolizava cada mês com uma tarefa importante que era executada naquele mês. Você pode reconhecer setembro colhendo as uvas, dezembro cortando a madeira, janeiro pelo abate do porco e junho por causa do milho. A constelação correspondente é sempre exibida abaixo dos meses.
Não deixe de caminhar pelo batistério. As diferentes portas têm uma decoração diferente e ao seu redor vemos figuras antropomórficas em um círculo quase contínuo, desde animais aquáticos lindamente trabalhados (com ondas) até uma criatura quase alienígena.

Detalhes do Batistério

Observe também o belo show de luzes que ocorre especialmente no final da tarde. Você vê a sombra das torres do Batistério na torre sineira da catedral?
 

Maravilhar-se com as obras de arte no Palazzo della Pilotta

No Palazzo della Pilotta você encontrará, entre outras coisas, a Pinacoteca Nazionale.

Externo do Palazzo della Pilotta e a estátua de um partigiano.

Neste museu de pintura você pode apreciar obras de Correggio, Fra Angelico, Van Dyck e Canaletto, entre outras. Marie Louise, a segunda esposa de Napoleão, é imortalizada por Canova em mármore.
Parmigianino, que significa “o pequeno parmesão”, é um artista famoso cuja vida está inextricavelmente ligada a Parma. Ele nasceu em 11 de janeiro de 1503 como Girolamo Francesco Maria Mazzola. Ele só ganhou seu apelido quando se tornou aprendiz em Correggio e acabou tendo um talento excepcional em pintura.
Infelizmente, não sabemos muito sobre esse talentoso parmesão. Com suas poses complexas e reviravoltas quase não naturais, ele foi um dos pintores mais importantes do maneirismo.

Caminhar no Parco Ducale

Parma tem vários parques bonitos, mas não tão grandes e luxuriantes quanto o vasto Parco Ducale.

Com mais de 200 metros quadrados, este parque é um dos locais centrais de recreação de Parma e é simplesmente conhecido como “O Jardim”. Localizado do outro lado do rio, ao lado do Palazzo della Pilotta, o parque é facilmente acessível.

Em todo o parque, você pode encontrar várias avenidas agradáveis, ladeadas de árvores e plantas, e também a fantástica Fontana del Trianon, cercada por um belo corpo de água.

Projetado de forma impecável, todo o layout e a estética do parque são maravilhosos e, se você procura um lugar para relaxar ou fazer um piquenique, o Parco Ducale é uma ótima opção.

 

Visitar o Teatro Regio

Um dos moradores mais famosos de Parma era o compositor Giuseppe Verdi. Parma é louco por Verdi, com monumentos e pontes com o nome dele, e a cidade organiza um Festival Verdi a cada ano. Além disso, em várias ruas do centro histórico há caixinhas de som tocando óperas. Não é demais?


Se você está passa alguns dias em Parma, deve assistir a uma performance clássica de algum tipo. E o Teatro Regio, o principal teatro de Parma, é absolutamente espetacular, com toda a sua glória barroca, camadas de branco e ouro. É um lugar legal para se visitar, e eles oferecem passeios pelo teatro principal e pelos bastidores.

 

Deliciar-se com as iguarias parmenses

Na minha opinião é impossível comer mal em Parma (só não posso garantir isso se você for vegano rsrs). Além de comer nos clássicos restaurantes, você pode ainda visitar as lojas de frios, verdadeiras “boutiques” de presunto e de queijo parmigiano reggiano.
Comer em Parma
Em 2015, Parma foi proclemada como “Cidade Criativa para a Gastronomia” pela Unesco, graças à sua riquíssima história culinária. Foi a primeira cidade italiana a receber tal reconhecimento, a segunda foi Alba. No Brasil, três cidades detém este título: Belém, Florianópolis e Belo Horizonte!

Falando em Parmigiano Reggiano, uma vez em Parma não deixe de programar uma visita a um caseificio, ou seja, uma fábrica de queijos. Aqui neste post Deyse contou como foi a experiência dela ao visitar uma produção de parmigiano reggiano!

Não estou esquecendo do prosciutto di Parma… Quer algo melhor do que saborear um presunto fininho, que quase derrete na boca? Para ser autêntico, ou seja, DOP / DOP (Denominação de Origem Protegida) certificada, o presunto deve ter sido produzido em Parma, provir de raças específicas de porcos italianos criados em fazendas designadas, ser 100% natural, seco ao ar, salgado à mão por um mestre de sal e com idade mínima de 400 dias para garantir um nível de sabor rico. Além de encontrar prosciuttos de várias idades nos menus dos restaurantes de Parma, você pode comprá-lo em diversas salumerias da cidade.

O Prosciutto di Parma e Pamigiano-Reggiano podem ser famosos internacionalmente, mas eles não são os únicos itens obrigatórios por aqui. Parma oferece algumas massas incríveis, geralmente caseiras, muitas vezes ripiena (recheadas) com uma variedade de ingredientes. Alguns pratos populares incluem tortelli d’erbetta, uma massa tipo ravioli com ricota e recheio de ervas; cappelletti (semelhante ao tortellini) com carne (às vezes presunto) ou recheio de queijo; e o anolini em forma de disco, recheado com uma mistura de carne, vegetais e queijo e servido frequentemente em caldo.

Pedaços de Parmigiano, torta fritta e anolini in brodo, do restaurante Angiol d’Or.

Os segundos pratos também são maravilhosos, como stracotto, um ensopado de carne com polenta; a rosa de parma, um rocabole recheado com presunto de Parma, claro; e picàja, uma vitela assada recheada. Se você tiver espaço para a sobremesa, há a Torta Duchessa, uma sublime mistura de bolo de avelã, zabaione e creme de chocolate, criada para uma ex-aristocrata dos Habsburgo; tortelli doce recheado de geleia e Spongata, um rico bolo de nozes, passas e mel.

Uma dica de restaurante: Angiol d’Or, quase ao lado da catedral. Somos mimados com torta fritta (parecendo um pastelzinho vazio), um ótimo parmigiano de 36 meses e um anolini com caldo (in brodo). Bebemos uma taça de um dos vinhos locais, o tinto Colli di Parma.

Como chegar e como circular em Parma

Parma está localizada em Emília-Romanha, a noroeste de Bolonha e Modena. Uma das maneiras mais fáceis de chegar a Parma é de trem. Se você vem do sul, a maioria dos trens de alta velocidade exige que você troque em Bolonha, continuando com um trem regional para Parma. Do norte, Milão é o melhor lugar para pegar o trem, que geralmente custa menos de 10 euros e leva cerca de uma hora e meia. 
No centro de Parma se circula a pé, inclusive porque muitas zonas são interditadas ao trânsito de veículos. Porém se você deseja visitar uma fábrica de queijos ou alguns castelos dos arredores, pode ser necessário um carro.

Parma, Capital Italiana da Cultura 2020

Parma foi escolhida como a Capital da Cultura da Itália para 2020! Isso significa que 2020 é o ano a seguir. Quando uma cidade é uma capital italiana da cultura, haverá eventos culturais interessantes que acontecem o ano todo.

Fique de olho na programação! Clique AQUI e veja o site oficial Parma Capitale della Cultura 2020.

Parma está esperando por você!

Estou tão feliz por ter ficado dois dias inteiros em Parma. Muitas pessoas só visitam Parma em um bate e volta, mas há muito a oferecer. Se você pretende visitar tudo e conhecer os arredores, vai precisar ficar pelo menos três dias!

E não vou mentir – me diverti tanto em Parma que, na verdade, estou pensando já em voltar. Isso porque eu não consegui comer tudo que eu tinha direito, e nem consegui visitar uma fábrica de presuntos!

Se você ama comida, arte, cultura e música, certamente fará um ótimo passeio em Parma.

Tags:
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.