By

3

Forlì não é exatamente a cidade mais visitada ou conhecida da Emília-Romanha, apesar de oferecer ótimas atrações para os visitantes, principalmente aqueles interessados em arte e cultura. É uma cidade cheia de coisas interessantes, da gastronomia  à arquitetura, e justamente por isso pode ser uma meta interessante para quem curte cidades menores e menos turísticas.

Assim, se você procura o que fazer em Forlì, aqui vão as minhas dicas…

 

O que ver em Forli

Um cantinho no centro histórico

 

1) Visitar o centro histórico

Assim como toda cidade italiana que se preze, Forlì também tem um centro histórico muito interessante. É lá que eu sugiro começar o passeio na cidade, mais especificamente da Piazza Saffì, a mais importante de Forlì, onde se encontra a maravilhosa Abadia de San Mercuriale, construída quando Forlì ainda se chamava Forum Livii. É possível entrar na abadia livremente, visitar o claustro e a abadia em si.

O que ver em Forli

A Piazza Aurelio Saffi é um grande espaço urbano com uma longa história. É um lugar cheio de bares elegantes, sorveterias, perfeito para passar uma tarde.

Outro lugar imperdível é o Corso Garibaldi, onde se encontra a catedral e a Piazza Duomo. A Catedral de Forlí é um edifício que, apesar de ter origem medieval, foi muito danificado durante a 2ª guerra mundial e teve que ser reconstruído na década de 70. Dentro da igreja há várias obras-de-arte, como crucifixos românicos e antigos afrescos.

 

2) Observar a arquitetura de época fascista

Durante os anos do Fascismo, Mussolini (que nasceu lá perto) fez uma grande renovação arquitetônica em Forlì, transformando-a em um verdadeiro museu da arquitetura racionalista a céu aberto.

São basicamente três as zonas de Forlì onde é possível admirar edifícios que testemunham o Racionalismo: Viale della Libertà, que vai até o Piazzale della Vittoria alla Stazione, Porta Ravaldino e o centro histórico.

O que ver em Forli

Foto:Commons

 

3) Conhecer as obras do Palazzo Romagnoli

O Palazzo Romagnoli, construído na parte mais antiga da cidade, reúne uma vasta coleção de pinturas do século XX. O inteiro andar térreo é dedicado à exposição permanente da importante Coleção Verzocchi, o qual era um rico empreendedor de Forlì, Verzocchi. Durante a sua vida ele colecionou pinturas que tinham como tema o “trabalho”. Lá estão expostas mais de 70 obras de diversos artistas do século XX, todas criadas especificamente para Verzocchi.

O que ver em Forli: Palazzo Romagnoli

 

4) Visitar o Complexo de San Domenico e suas exposições temporárias

O Complexo Monumental de San Domenico é um conjunto de museus localizados dentro de um convento dominicano do século XIII. Além dos ambientes, muito sugestivos, na pinacoteca é possível admirar obras-de-arte criadas entre os séculos XII e XVIII.

Mas sem dúvida alguma o que mais atrai visitantes aos Museus San Domenico são as exposições temporárias, sempre muito importantes. Por exemplo, até 26 de junho de 2016 será possível visitar a exposição Piero della Francesca, Indagine su um Mito, cujo tema é o fascinante espelhamento entre crítica e arte , entre pesquisa historiográfica e produção artística nos cinco séculos de história.

O Complexo de San Domenico funciona de terça a sexta, das 9h30 às 19h, sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 20h. O bilhete inteiro custa 12 euros e inclui um áudioguia (disponível em inglês e italiano).

Site oficial da mostra: www.mostrefondazioneforli.it

 

5) Relaxar no Parque Franco Agosto

Localizado próximo ao forte de Ravaldino, o Parque Urbano Franco Agosto é um ótimo lugar para passar algumas horinhas de relax. O parque é uma imensa área verde, único no seu gênero na Itália, devido à sua posição (ao redor das antigas muralhas) e à grande variedade de espécies botânicas. Lá você encontra uma área com brinquedos para as crianças, estruturas para fazer esporte, lanchonetes, além de um amplo estacionamento gratuito.

O que fazer em Forli

Foto: WikiCommons

 

6) Fazer umas comprinhas na Eataly

Quem não ama se perder na Eataly? A loja de Forlì tem somente pouco mais de um ano de abertura e oferece uma ótima variedade de produtos. É impossível entrar lá e não comprar nada!

No segundo andar se encontra um restaurante de altíssimo nível, comandado pela chef estrelada Giuliana Saragoni, a qual baseia seus pratos na tradição da sua família, porém revisitada com toques modernos.

A Eataly de Forlì fica bem no centro da cidade, na Piazza Saffí.

 

7) Comer uma pizza no Col Basilico nel Cuore

A Emília-Romanha é a pátria da gastronomia italiana e em Forlì não faltam lugares onde comer bem. Um deles é a pizzaria Basilico nem Cuore, um lugar com atmosfera alegre e jovial e pizzas incríveis. A qualidade dos ingredientes é muito alta e a pizza passa por um processo de dupla fermentação, o que a torna muito fácil de digerir, não pesando no estômago (mas pesa na consciência! :)).

Além das pizzas, provei também o "Crunch" uma pizza recheada que é de comer rezando!

Além das pizzas, provei também o “Crunch” uma pizza recheada que é de comer rezando!

A pizzaria Col Basilico nel Cuore (que literalmente significa “com o majericão no coração” abre somente no jantar, das 19h à meia noite.

Endereço: Piazza Camillo Benso Conte di Cavour, 1

 

8) Tomar uma cervejinha no Barbeer

Se você é aquele tipo de pessoa que não perde a oportunidade de tomar uma cerveja artesanal e, ao invés de imãs, o que coleciona mesmo são as cervejas de diferentes lugares do mundo, então não deixe de dar uma passadinha no Barbeer em Forlì.

Cervejas artesanais na Itália

O Barbeer não é só o típico bar onde você chega e pode tomar sua cerveja, eles são uma espécie de empório e comercializam as bebidas no varejo. A decoração do lugar é cheia de estilo, o ambiente muito descontraído com as cervejas dispostas em prateleiras cobrindo quase todas as paredes, bancos em forma de antigas tampas de garrafa. O tema “cerveja” está presentes até no teto, com lustres feitos com barris de alumínio!

Escrevi um post específico sobre o Barbeer. Clique AQUI para saber mais sobre lá!

 

Como chegar a Forlì

Forlì fica praticamente no meio do caminho entre Bolonha e San Marino, a cerca de 80km da primeira e a 70 da segunda. O melhor modo de chegar a Forlì é de trem (clique AQUI para ver os bilhetes) e, uma vez lá, aproveite para conhecer a cidade a pé ou de bike!

 

Nota: Eu participei desta viagem de imprensa como convidada na ocasião da Settimana del Buon Vivere promovida na Romanha e em colaboração com o blog 21grammy. Este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.

blogtour

Mais dicas

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

 

♦ Mapa                                                                                     

 

Deixe uma resposta

4

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.