Por

Você já ouviu falar de Nduja? É um salame típico da Calábria. Apimentado, bem apimentado!

E a propósito de pimenta, sabemos que a Calábria é a pátria da pimenta, por isso um dos seus principais produtos gastronômicos não poderia deixar de ser ardido, não é?

A pronúncia de Nduja não é muito fácil: an’dúia (o “a” quase não se pronuncia!). Também pode ser chamado Duja (neste caso, a pronúncia é “dúia“.

Nduja - Salame típico da Calábria

Foto: WordRidden – FlickR

O mais famoso salame típico da Calábria

O Nduja é um dos mais famosos, se não o mais famoso, entre produtos alimentares típicos da Calábria. Originário de Spilinga, uma pequena cidade na província de Vibo Valentia, é um salame macio, cremoso e muito picante, feito com carne de porco, um pouco de gordura e muita pimenta.

É quase supérfluo sublinhar como o salame nduja, graças ao sabor requintado e picante, devido a tanta pimenta, é considerado por alguns um afrodisíaco. Mas se isso é verdade, não sabemos, mas com certeza o nduja tem efeitos benéficos no sistema cardiovascular.

Todos os anos, no dia 8 de agosto, acontece um festival dedicado a este salame típico da Calábria. Chama-se Sagra dell’Nduja e atrai turistas de todo o país.

Nduja - Salame típico da Calábria

Foto: Catarina Policaro – FlickR

A história da Nduja

A Nduja é um produto de origem pobre e, no passado, usava-se principalmente os miúdos dos suínos, enquanto hoje o salame é feito com a barriga e banha de porco, que depois são salgadas e temperadas com bastante pimenta. Depois disso, o salame é levemente defumadp, para então ser curadp.

Há algumas teorias sobre a história da nduja. Por exemplo, há quem diga que o nascimento deste salame típico da Calábria remonta ao século XVI, trazido para a Itália pelos espanhóis junto com as pimentas, enquanto outros vinculam a tradição à chegada dos franceses à península itálica no início do século XIX.

Certamente, o termo ‘nduja tem origens transalpinas e deriva de andouille, uma linguiça francesa feita com tripas de porco e que, aparentemente, foi distribuída por Murat aos Lazzari napolitanos.

Também no Piemonte existe um termo semelhante, o “salam d’la duja”, e a hipótese mais aceita é que as três expressões derivam do latim “inductilia”, que significa introduzir (o ato de introduzir a carne na tripa).

E para apoiar esta dedução, há também uma ligação com o espanhol e o português. No piemontês, Duja significa recipiente e também é usado para barris. Em espanhol e em português, os salames e linguiças são chamados de “embutidos”, que são “in buttis”, ou seja “no recipiente”.

Pizza

Pizza com pedacinhos de nduja. Foto: Marco Verk – FlickR

Como comer Nduja

Foi para a Calábria e comprou nduja para levar para casa? Ou a encontrou nos mercados que vendem produtos italianos no Brasil e quer saber como comer este salame típico da Calábria?

Tradicionalmente, o nduja é derretido em uma panela rudimentar semelhante a um queimador de essência que possui um orifício no interior do qual é colocada uma vela. Depois de derretido, é espalhado em fatias de pão torrado e apreciado deste modo bem simples.

Hoje em dia também é usado para adicionar sabor a molhos (sobretudo o bolonhesa e molhos de carne) e, por que não, até na pizza (veja na foto acima)!

Ainda, o nduja está presente em muitas entradas, como ovos recheados, e seu sabor picante e intenso também é a base de muitos saborosos primeiro e segundo pratos de restaurantes estrelados.

No entanto, minha receita favorita é a das massas com ‘nduja: você só precisa tirar a pele do salame (um pedaço pequeno, para não ficar muito forte), refogar numa panela com bastante cebola e adicionar molho de tomate.

Enfim, se para temperar o macarrão e será um prato fantástico. O único limite real é a sua imaginação!

***

Então, você já provou este salame típico da Calábria? Conta pra gente nos comentários!

 

Mais dicas

  • Procura experiências únicas na Itália? Veja nosso guia
  • Procura hotéis na Itália? Veja a lista de hotéis testados por nós ou veja preços no Booking
  • Faça um passeio particular com Guias em Portuguêsveja aqui – e aproveite mais a viagem.
  • Procura Transporte na Itália? temos serviço de Van com Motorista e barcos.
  • Faça uma sessão fotográfica na Itália e fique uma recordação única da sua viagem. Veja aqui.
  • Aprenda a cozinhar com um italiano, uma experiência imperdível! Aula de culinária particular na Itália, diversão garantida. Roma, Toscana e Piemonte

Saiba mais

 

2 Comments

  1. Eduardo Pereira / 30/06/2020 at 18:06 /Responder

    Boa tarde, Deyse e Patricia,

    Escrevo de Brasília – Distrito Federal. Estou escrevendo um romance policial que em parte é como um “road movie”. Gostaria de saber onde obter um mapa rodoviário da Itália e especificamente, se possível, como se daria o trajeto de carro de Milão a Brindisi !

    Abraços!

    • Patrícia Kalil / 01/07/2020 at 10:49 /Responder

      Olá Eduardo,

      Infelizmente não sei te dizer onde adquirir um mapa rodoviário de papel no Brasil, mas se você digitar no Google “carta stradale italia” ou “stradario italia” vão aparecer inúmeras opções de sites. Você pode também usar o Google Mapas para verificar o trajeto.

      Um abraço,

      Patricia

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.