By

3

Carros, motocicletas, bicicletas, meios de transporte dos mais variados, mas também instrumentos musicais, máquinas fotográficas e de escrever, pequenas aeronaves, acessórios de viagem e jóias vintage. O conjunto das coleções incríveis do Museo Nicolis em  Villafranca, pertinho de Verona, o tornou hoje um dos mais prestigiados museus privados da Europa, e é a testemunha de um patrimônio que tem sido preservado, protegido, valorizado e transmitido. É a interpretação mais atual e apaixonante de um patrimônio cultural  que conta a história através de objetos, das pessoas, dos seus bens, relacionamentos, locais de reunião, ou seja, da sociedade que as gerações do passado criaram para a geração de hoje e do futuro.

verona - nicolis - museu_5

Dica: Se você quiser conhecer mais locais na região do Vêneto e do Lago de Garda, não deixe de conhecer o site oficial do Lago di Garda – Veneto –  Promozione Turistica, cheio de novidades e informações sobre uma das regiões mais belas da Itália.

Criado por Luciano Nicolis, empresário e colecionador de Verona, que montou em um edifício muito moderno (6000 metros quadrados) a sua paixão pela mecânica e pela recuperação em todas as suas formas, o “Museu Nicolis de Automóveis, Tecnologia e Mecânica” foi aberto ao público em 2000 e é um dos principais pólos de atração de todo o território de Verona e arredores, capaz de oferecer aos visitantes italianos e estrangeiros (dezenas de milhares por ano) uma mistura formidável de cultura, diversão, surpresas e inovação.

Luciano Nicolis, este “pioneiro de reciclagem” recuperava e recolhia muitos tipos de objetos, muitas vezes diferentes uns dos outros, mas que compartilham um aspecto comum: todas as peças de sua coleção são animadas por um princípio mecânico. Em particular, ele era fascinado por carros, motos e bicicletas, mas não só.

verona - nicolis - museu_21

draisina

verona - nicolis - museu_20

Como explica o cartaz, a Draisina foi a primeira “bicicleta” realizada ainda de madeira e apresentada no Jardim de Luxemburg em Paris

Os números das 7 coleções são incríveis: 200 carros clássicos, 120 bicicletas, 105 motos, 500 câmeras fotográficas, 120 instrumentos musicais, 100 máquinas de escrever, pequenos aviões e centenas de obras do engenho humano são apresentados em percursos históricos.

Há ainda uma área de exposição temporária, um centro de conferências, o arquivo histórico, a biblioteca, uma livraria abastecida com obras do mundo dos motores e, mais recentemente, uma área Vintage.

verona - nicolis - museu_57

As coleções:

Carros:

Há cerca de duzentos, um mais interessante que o outro. Ha um exemplar de Benz de 1914, ordenados por um marajá indiano. Tem também amostras fascinantes da Lancia: a Beta 20 HP, um Lambda, o primeiro carro de produção com um chassi, a obra-prima de Vincenzo Lancia.

Ainda, uma Isotta Fraschini Tipo 8 del 1919, um dos primeiros carros a ter um oito cilindros. E continuamos com a Alfa Romeo, Balilla, Delahaye, Lamborghini, Maserati, Fiat, Cadillac, e assim por diante!

verona - nicolis - museu_36

O carro mais impressionante de toda a coleção é sem dúvida a incrível Lancia Astura Spyder que está no centro do primeiro andar, especialmente feita pela Alfa Romeo para as corridas de automóveis. Depois de participar de várias edições do Mille Miglia, esta maravilha caiu nas mãos de contrabandistas que comercializavam relógios de grande valor da Itália para a Suíça. Mais tarde, a polícia confiscou o carro dos contrabandistas, que acabou esquecido por anos em um depósito. Até que o senhor Nicolis o encontrou e o restaurou.

verona - nicolis - museu_6

No museu há realmente de tudo e em cada esquina você vai encontrar itens incríveis. Há ainda uma coleção de volantes de pilotos da Fórmula 1. Existem aqueles de Senna, Schumacher, Berger, Keke Rosberg e muito mais!

verona - nicolis - museu_34

Moto:

Há vários tipos de moto, Guzzi, Gilera, Benelli e Bianchi. E a coisa mais surpreendente é que cada um desses veículos é totalmente funcionante!

verona - nicolis - museu_60

E muito mais:

No museu há 120 bicicletas de todos os tempos, 500 câmeras, mas também 120 instrumentos musicais, incluindo pianos e gramofones. Há também cerca de 100 máquinas de escrever, cada uma diferente da outra, e depois enormes motores para aeronaves e navios, coleções de luzes, emblemas, roupas, brinquedos, rádios e instrumentos de aeronaves. Mas é só virar a esquina para encontrar algo novo e diferente!

Uma coleção, como o museu mesmo escreve, para “preservar o futuro”!

verona - nicolis - museu_22

A coleção de Luciano Nicolis, que morreu em 2012 aos 79 anos, mostra toda a sua paixão pelo colecionismo, pela restauração e, especialmente, pela mecânica. E quando visitei este museu, e estava imersa em seus objetos incríveis, escutei da guia local, as palavras do seu fundador, que dá um pouco da ideia de todo o trabalho e paixão que ele quis transmitir com este museu:

«Non siamo i proprietari di tutto questo, siamo solo i custodi per il futuro».

“Nós não somos os proprietários de tudo isso, somos apenas os guardiões para o futuro.”

Se você quiser conhecer mais locais na região do Vêneto e do Lago de Garda, não deixe de conhecer o site oficial do Lago di Garda – Veneto –  Promozione Turistica, cheio de novidades e informações sobre uma das regiões mais belas da Itália.

verona - nicolis - museu_3

No fim do texto, você encontra uma galeria de fotos do museu

Como ir:publieditorial

De carro:

  • para colocar no GPS, use as coordenadas:
    • TomTom Navigator e semelhantes: latitude = 45.367917 ° – longitude = 10.867283 °
    • Garmin, e Trex e semelhantes: latitude = 45 ° 22.075’N – longitude = 10 ° 52.037’E
  • Autostrada – A22 Modena, essas são as saídas aconselhadas:
    • de Brennero –  pegue Saída  VERONA NORD (13 km)
      – Pegue o anel viário seguindo a direção Villafranca / Mântua Aeroporto
      – Na saída do anel viário continuar em direção ao centro de Villafranca (via Postojna)
      – Depois de cerca de 3 km do lado direito você pode ver o Museu Nicolis (edifício alumínio e vidro, no telhado do avião é visível)
      Auto-estrada A4 Milão-Veneza
  • – saída SOMMACAMPAGNA   (7 km)
    – Siga as indicações para Villafranca
    – Siga em frente por cerca de 5 km
    – No cruzamento manter a esquerda para a área industrial / Nicolis Museum
    – Straight na segunda rua à esquerda (via Espanha)
    – No fim da rua, vire à esquerda (via França)
    – Na reta Stop (via França)
    – 1ª rua à direita (via Luxemburgo)
    – Descendo a rua à esquerda: Museo Nicolis (edifício alumínio e vidro, no telhado do avião é visível)
  • Saída VERONA SUD
    – VERONA SUD  (17 Km)
    – Siga as indicações para Villafranca / Mântua Aeroporto
    – Junte-se na direcção tangencial Aeroporto / Mantua
    – Na saída do anel viário continuar em direção ao centro de Villafranca (via Postumia)
    – Depois de cerca de 3 km do lado direito você pode ver o Museu Nicolis (edifício alumínio e vidro, no telhado do avião é visível)

De ônibus:

linha de ônibus 156 da ATV que executa o serviço de Verona – Villafranca e retorno – parada Nicolis Museum. Em Verona o ônibus tem 3 pontos, entre esses, na estação central de Verona.

Mais dicas

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

 

♦ Mapa                                                                                     

Tags:
 

Deixe uma resposta

4

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.