By

3

Semana passada visitei a Expo, a exposição Universal de 2015, evento que acontece em Milão, e conto a vocês como foi esta experiência, e ainda organizei de forma que vocês possam ter todas as informação que creio sejam necessárias para poder vistar a expo.

expo2015930cf8c3a6be62f2877cff000071f215

O que é a Expo?

Muito se fala aqui na Itália sobre esta Expo 2015, e muito gente ainda não sabe o que é a Expo. A Exposição Universal é realizada a cada cinco anos, em locais diferentes, reunindo dezenas de países que promovem a troca de conhecimento entre povos com valores e estilos de vida diversos, as exposições universais atuam de forma a discutir e expor a criatividade e a inovação humana. São um espaço para compartilhar tecnologias, inovações e descobertas e influenciam o desenvolvimento da arte, educação, design, comércio, turismo e relações internacionais. Ainda há espaço para um diálogo internacional sobre temas relevantes para pessoas, países e instituições do mundo todo.

O tema da Expo 2015 de Milão é “Nutrir o Planeta, Energia para a Vida”, e participam 145 países.

Eu visitei a exposição durante 2 dias e claro, não deu para vistar todos os pavilhões, porque não dá, mas deu pra ter uma ideia geral da exposição.

expo_9

Então vamos ao Guia para sua visita a Expo:

Ingressos para a Expo:

Tem 3 tipos de ingressos, com preços diferentes:

1. Giornaliero – Data fissa (fixa):  dia inteiro – 1 adulto (14-64 anos) = 34,00 euros

2. Giornaliero – Data aperta (aberta): dia inteiro – 1 adulto (14-64 anos) = 39,00 euros

3. Serale (noturno): 5,00 euros – A partir das 19 horas, o ingresso custa somente 5,00. Os pavilhões fecham entre 21 e 22 horas mas os restaurantes e bares ficam abertos. Neste horário a visita é mais tranquila e rápida (eu testei!) mas o tempo é pouco para visitar todos os pavilhões. Pode ser uma opção para quem está de passagem por Milão e quer visitar rapidamente a Expo.

4. Carnet (passe de vários dias)

  • 2 giorni (passe para 2 dias) =
    • Data fissa (fixa):  dia inteiro – 1 adulto (14-64 anos) = 57,00 euros
    • Data aperta (aberta): dia inteiro – 1 adulto (14-64 anos) = 67,00 euros

Descontos e gratuidade:

  • Criança 0 a 3 anos tem estrada grátis
  • Pacote família com crianças (entre 4 e 13 anos): 2 adultos e 1 criança (73,00 euros com data fixa, ou 84,50 com data aberta)
  • Idosos acima de 65 anos tem desconto (opção senior) – 24 euros com entrada fixa
  • Adolescentes entre 14 e 25 anos, com documento que demonstre ser estudante há desconto –  para ter desconto deve comprar no local ou nos locais autorizados da expo (não é possível compra com desconto via internet)

Veja como comprar os ingressos aqui.

expo_53

Horário:

A feira dura até dia 31 de outubro, nos seguintes horários:

  • de segunda à sexta das 10 às 23 hs
  • sábados e domingos das 10 ás 24 hs

Como chegar na Expo 2015:

É tranquilo de chegar, bem fácil, a Expo 2015 fica na zona noroeste de Milão.

mapa milao metro

De Metrô: a exposição fica no final da Linha Vermelha (n. 1). Você deve parar na estação de Rho Fiera Milano. É a linha mais usada para ir ao Duomo, veja o mapa do metrô aqui. O tempo de percurso da estação central é de 35 minutos e do Duomo é cerca de 25 minutos. Preço é 5 euros ida e volta. Pela estação é possível chegar a entrada oeste–> Fiorenza- San Carlo

De trem: Ha ainda, na mesma estação que falei acima, paradas de trens fora de Milão como Monza, Seregno, Como, Arona, Domodossola, Varese e Torino. Veja aqui mapa das linhas suburbanas e da linha ferroviária regional.  Há uma conexão direta com a França na parada Rho-Fiera Milano utilizando o trem Thello (trem Paris a Veneza) e com os trens chegando de Genebra, Basileia e Lugano. Pela estação é possível chegar a entrada oeste–>  Fiorenza- San Carlo

Veja as possibilidades de trem e preços para Milão aqui.

De tram: através das linhas 12  e 19 (veja percurso), que passam pelo centro e que chegam ao ingresso leste ->Roserio Orogel

De carro: se vier de carro é possível estacionar nos seguintes locais:

  • Merlata (próximo a entrada sul – Merlata – Orogel)
  • Arese (é ligado a feira com um ônibus gratuito, próximo a entrada leste – Roserio – Orogel)
  • Fiera Milano (é ligado a feira com um ônibus gratuito, próximo a entrada oeste – Fiorenza- San Carlo)
  • Trenno (é ligado a feira com um ônibus gratuito, próximo a entrada este – Roserio – Orogel)

Áreas da Expo:

expo_3

Pavilhão Zero: a visita à Expo começa aqui: o Pavilhão Zero recebe os visitantes, é “uma história que começa a partir da memória da humanidade, através dos seus símbolos e suas mitologias, ao longo das várias fases da evolução da sua relação com a Natureza até as fortes  contradições da alimentação contemporânea “como dito pelo curador David Rampello.

Future Food District: Em colaboração com um famoso supermercado italiano, se apresenta o supermercado do futuro: 2.500 metros quadrados e uma praça pública de 4.500 metros quadrados e uma área de exposição.

Children Park: Um paraíso para as crianças, com jogos na versão do tema Expo, para sensibilizar as crianças para a educação, alimentação e a sustentabilidade através da descobertas lúdicas.

Biodiversity Park: 8.500 metros quadrados dedicados à biodiversidade

Clusters: São áreas dedicadas à natureza e seus frutos e produtos que o homem cria. Nos vários custers há espaço para países produtores que não possuem um pavilhão seu na feira.

expo_38

cluster especiarias

expo_92

Cluster: Bio-mediterrâneo

  • Ilhas e frutos do mar: Água, cascalho, madeira: a tampa grande de bambu combina os dois pavilhões que abrigam os países participantes, que são: Cabo Verde, Comore, Comunidade caraibica (Barbados, Belize, Dominica, Grenada, Guyana, St. Lucia, St. Vincent and the Grenadines, Suriname), Guinea BissauMadagascar e Maldivas.
  • Zonas áridas: Um oásis com uma fonte de água é a fase de transposição dos territórios em que a vivem e exploram o território árido é um desafio para a pesquisa de recursos vitais. Países participantes: EritreaGibutiMauritaniaMaliPalestinaSenegalSomalia e Giordania.

Teatro ao ar livre: cabem cerca de 11 mil pessoas no gramado e nas arquibancadas, o teatro é a sede dos maiores eventos e, como ALLAVITA espetáculo do Cirque du Soleil inspirado no tema da Expo 2015.

Lake Arena: espaço aberto dedicado ao relaxamento e entretenimento. No centro um canal de água alimentado pelo Canal Villoresi e a árvore da vida: 37 metros de altura.

expo_60 expo_56 expo_52

Cardo e Decumanus: dois nomes que evocam a história romana, o castrum era a estrutura das cidades romanas, e as sua principais vias perpendiculares eram chamadas de Cardo e Decumanus. Um sistema tão antigo, mas ao mesmo tempo simples para facilitar a orientação dos visitantes.

Pavilhão Italiano: tem 14 mil metros quadrados e abriga a excelência italiana

expo_54 expo_51

Colina Mediterrâneo: é a área escolhida pelo Slow Food para seus eventos e fica no final do Decumanus.

Cascina Triulza: Centro de atividades da sociedade civil, um amplo espaço no serviço de alimentação e hospitalidade, uma área de exposições e eventos com um auditório com 200 lugares, uma área reservada para os pequenos agricultores e uma área de trabalho dedicada a redes. Além disso, aqui você vai encontrar a ONU  dedicada ao trabalho das mulheres na agricultura e na luta contra a fome e a desnutrição.

 Restaurantes:

Enquanto meu marido, que é arquiteto se interessava em visitar o maior número de pavilhões possível, eu estava ali com um objetivo, experimentar a comida dos vários pavilhões, e confesso que nem pensei em dieta! A oportunidade era única e lá fui eu…

Dentro de cada pavilhão há um restaurante, em sintonia com o tema “Alimentar o Planeta, Energia para a Vida”, e é possível experimenta-los e aventurar-se a descobrir a autêntica culinária de cada país.  Não perca os nove clusters que oferecem degustações e eventos especiais sobre temas específicos, como o Cluster Cacau e chocolate, Cereais e assim por diante.

expo_10

Ainda há a área da Eataly com 20 restaurantes para promover a gastronomia regional italiana e vinho de alta qualidade, oferencendo aos visitantes uma grande variedade de pratos locais. Além de restaurantes regionais haverá dois restaurantes temáticos: pizza Rossopomodoro e piadineria irmãos Maioli, a do espumante Ferrari, bem como a Nutella Concept Bar.

O que eu provei e aprovei:

Em dois dias eu claro, não comi em todos os restaurantes, mas confesso que fiz vários “lanchinhos” pra aproveitar cada momento ali, eis as minhas descobertas:

  • top: o restaurante do chef Davide Oldani, ao lado do Pavilhão Zero –  aviso é caro, mas vale a pena
  • Bar de Tapas do pavilhão da Espanha – achei caro, mas bom
  • Quatar, tem música na hora do almoço ao vivo!

  • Holanda – além de comprar meus biscoitos preferidos na lojinha ainda tinha um mini-crepe delicioso. Servem ainda um hambúrguer de alga kombu.
  • Israel – essa dica não é minha mas de uma amiga – o sorvete e o Hummus são ótimos
  • Japão foi considerado o mai caro, mas um bom restaurante –  eu confesso que não tive tempo de ir.
  • Restaurante da Sicilia no pavilhão da Eaitaly – cannoli a 6 euros (na hora da morte), mas um dos melhores que já comi na vida!
  • no Zimbabwe é possível comer hambúrguer de crocodilo, e no do Kenia carne de zebra – não tive coragem…
  • jantei na Republica Checa, me surpreendeu, preço medio e comida autêntica – delicioso!
  • na Suíça tem um bar externo que vende uma Raclette deliciosa a 3 euros!
  • China, pratos tradicionais a partir de 3 euros!

expo_33

  • na Russia é possível provar peixes siberianos – não tive tempo, mas bem que me interessei.
  • Argentina tinha alfajor a 3 euros
  • Colombia, á noite bebi alguns drinks com a aguardente deles – ooohh nem me pergunte o nome deles… o alcool me fez esquecer… ahahah

  • Equador comemos umas bolinhas fritas de quinoa a 6 euros.

expo_88

  • a Algeria tem um buffet  de 10 euros  completão!
  • Estados Unidos tinha vários locais de street food –  confesso que corri de comida americana, não é meu forte o hamburguer e batata fria, mas alguns amigos foram e gostaram

expo_69

  • quem gosta de espumantes aproveite e faça uma degustação no pavilhão da Franciacorta

expo_8

  • no pavilhão de vinhos italianos há um museu e uma área de degustação
  • no Chile há a opção de degustação de vinho pagando por taça
  • no Mexico tem também street food e tacos preparados na sua frente a 3 euros
expo_13

No Brasil: pão de queijo, suco de mamão com acerola, guaraná – lanche no valor de 22 euros!

expo_15

  • no Brasil tinha um bar que servia coxinha (quando tem, porque fui 3 x  e ja tinha acabado), pão de queijo, picanha (não provei) e sucos (delícia)  e algo que eles chamam de brigadeiro, mas que tá longe de ser.
  • na Áustria tinha um menu muito diferente, com ingredientes insólitos (não tive coragem) que vêem dos bosques de lá.

Pavilhões:

O tema era nutrir o planeta, mas nem todos os pavilhões se mantiveram no tema, ou sequer apresentarão bem os seus pratos.

O do Brasil por exemplo, um dos mas visitados por causa da sua rede na entrada, que é uma ideia maravilhosa, falta de conteúdo e eu, sinceramente como uma boa brasileira, sei que nosso país tinha muito o que mostrar, ainda no restaurante, poderia ter mostrado muito mais os nossos pratos deliciosos… mas ficou mais na caipirinha e na picanha.

expo_14

Como tem muito pavilhão e eu não entrei em todos, vou dar minha opinião baseado no meu gosto e do meu marido que visitou mais que eu:

  • Japão – > espetáculo de luzes e ainda fizeram ainda um restaurante do futuro (meu preferido)
  • Alemanha -> com maior conteúdo de todos e mais interativo

expo_87

  • Emirados Árabes -> é o mais surpreendente na arquitetura, dentro tem um cinema cheio de surpresas (nao vou contar, voce tem que ir)

expo_36

  • Suíça -> país que realmente mostrou a importância da quantidade de comida no mundo
  • Cazaquistão -> um país que a gente sabe pouco e sai do pavilhão conhecendo sobre a sua produção alimentar, gostei!
  • queria te ido a China, mas o tempo não foi suficiente.

A noite da Expo:

A Expo fecha segunda-feira a sexta-feira às 23, sábado e domingo às 24, e depois das 19 horas o ingresso cai para 5 euros, e essa foi uma ótima ideia que agradou muito porque muita gente na cidade cada indo a expo para aproveitar os restaurantes e por isso alguns pavilhões se adaptaram para criar atrações noturnas, com concertos e shows, enquanto outros oferecem coquetéis especiais do país de origem. Outros decidiram prorrogar, até o fechamento da abertura também áreas de exposição.

Holanda de noite

Holanda de noite

Holanda de dia

Holanda de dia

Eis alguns lugares que “fervem” na Expo á noite:

  • Holanda –> que parece ser projetado apenas para a vida noturna, é uma espécie de parque de diversões e que nos fins de semana tem Dj set.

  • Republica Checa -> cadeiras colocadas ao redor da piscina e a excelente cerveja checa, e em algumas noites tem DJ sets
expo_20

Republica Checa

  • Bélgica ->Cerveja, batatas fritas e mexilhões, os belgas sabem como fazer essas três coisas bem.  Todas as noites, o aperitivo é festivo e descontraído, com house music e, nos fins de semana há concertos com DJs de renome internacional.

expo_25

  • Alemanha –> uma abundância de cerveja, wurst e chucrute, e nos fins de semana, animados Dj sets com Djs de renome internacional.

  • Espanha–> não podia faltar ne? sangria, cocktails e tapas. Todas as noites dois sets, um para o aperitivo e um mais dançante

expo_40

  • Argentina –> o grupo El Choque Urbano que, com seus ritmos cativantes, incluindo tambores e percussão, literalmente puxa entre o público com danças e aulas de tango (a partir de 18.30).
  • Polônia–> Dj set nos fins de semana e muita cerveja e drinks

  • Cirque di Soleil –> apresentam o espetáculo ALLAVITA!, desenvolvido e produzido exclusivamente para a Expo, continua até 30 de agosto de quarta a domingo, no Air Theatre. Um show que interpreta os temas da exposição.

Minhas dicas:

  • Na entrada pegue um mapa grátis – siga este conselho, pois você vai precisar!
  • fila, sim minha gente, muitos pavilhões tem fila. Japão, Brasil, Alemanha, Emirados Árabes a fila pode chegar a 1 hora. Prepare-se.
  • Abra seus olhos e seu paladar, prove as delicias culinárias dos vários países!
Vai um kebab de chocolate ai?

Vai um kebab de chocolate ai?

  • Distribuidores de água com e sem gás fica na metade da linha do Decumano e em outros vários pontos, como na frente do pavilhão da França e Alemanha, veja no mapa, eles estão marcados.
  • alguns pavilhões tem atividade para crianças
  • no pavilhão do Quatar é possível fazer tatuagem de Hena e ainda tirar fotos vestidos como árabes

 

expo_2

  • o bar Chiccotosto tem pontos para carregar celulares e smartphones.
  • é disponível serviço de cadeira de rodas e cadeiras de rodas elétrica que parece mais uma pequena moto (bom pra quem se cansa ou tem problema com longas caminhadas) na Cascina Triulza, além aluguel de bicicletas á pagamento na Cascina Merlata
  • alguns pavilhões tem show cooking com degustação como Cluster Cacau e Cooldireti, participei dos dois e adorei!
  • em alguns pavilhões sem pre-aviso acontecem algumas apresentações (veja abaixo)

Espero que com estas informações você possa fazer um ótimo passeio pela Expo 2015 em Milão. Se você provou alguma comidinha na feira ou quer dar a sua opinião sobre algum pavilhão deixe a sua opinião ai embaixo.

Mais dicas:

Saiba mais:

*Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

♦ Mapa                                                                                     

tag: Miniguia para conhecer a Expo 2015

2 Comments

  1. leandro / 03/09/2015 at 23:39 /Responder

    Em sua opiniao quantos dias o ideal para ver tudo ?

    • Deyse Ribeiro / 05/09/2015 at 00:59 /Responder

      Ola Leandro, ver tuuuudo mesmo é difícil, porque são mais de 100 países la. Mas eu acho ideal 2 dias, assim da pra conhecer o essencial e aproveitar para degustar bastante! Bom proveito e boa viagem!Conta pra gente depois o que achou.

Deixe uma resposta

4

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.