By

[última modificação em domingo, 17 de maio]

Nós criamos esta página onde você poderá ter informações atualizadas sobre o Coronavírus e a possibilidade de viajar na Itália. Reforçamos que este não é o momento de fazer turismo na Itália. Porém, nem sempre os que viajam à Itália o fazem somente por turismo, portanto aqueles que precisam viajar por razões de trabalho ou familiar, podem utilizar estas informações atualizadas. Mas também é uma maneira de informar os que tem já viagens marcadas, ou que desejam viajar a Itália, de como será a retomada do turismo, para que possam se organizar futuramente.

Obviamente, deve-se ter cautela quanto às informações, não apenas em relação à Itália, mas a toda a Europa. É por isso que apenas fornecemos esta página com informações oficiais. Como especialistas na Itália, não somos virologistas ou médicos, nem temos uma bola de vidro; portanto, para evitar especulações, desativamos os comentários.

Temos o prazer de compartilhar todas as informações necessárias, mas não nos envolvemos em discussões sobre o coronavírus, sua abordagem e as decisões tomadas em casa e no exterior para conter o surto do vírus no menor tempo possível.

Uma visão geral detalhada e atualizada de todos os casos de coronavírus na Itália, tanto por região como por província, pode ser encontrada neste link. E ainda informações oficiais do governo italiano  neste link.

Por fim, recomendamos as informações sobre prevenção do governo brasileiros sobre o Coronavírus neste link.

Viagem na Itália x aberturas:

Embora o bloqueio na Itália seja atenuado com cautela a partir de 4 de maio, ainda não é possível viajar livremente. A chamada “fase 2” quando terminou o “lockdown”, foi informada completamente na noite do dia 16 de maio, pelo Primeiro Ministro. O decreto descreve a estrutura reguladora nacional dentro da qual, de 18 de maio a 31 de julho, as leis estaduais, regionais ou municipais poderão regular o movimento de pessoas e atividades econômicas, produtivas e sociais.

E agora podemos informar as datas de reabertura, que são:

Do dia 18 de maio:

  • os italianos não terão restrições para viagens na sua região, exceto pessoas em quarentena de Covid.
    • Porém atenção: O Estado ou as Regiões podem adotar ou reiterar medidas que limitarão a circulação no território regional em caso de agravamento da situação epidemiológica
    • Até 2 de junho de 2020, é proibido viajar com meios de transporte públicos e privados em uma região diferente daquela em que você está atualmente, bem como de e para o exterior, exceto por necessidades comprovadas de trabalho, de urgência absoluta ou por motivos de saúde; em qualquer caso, é permitido o retorno à casa, casa ou residência.
  • abertura das seguintes atividades econômicas: lojas de varejo, todos os serviços de cuidados pessoais, restaurantes, bares, pizzarias, pubs, sorveterias, confeitarias, bibliotecas, museus, áreas arqueológicas, estabelecimentos de praia e serviços religiosos, POREM deverão respeitar os protocolos de segurança quanto ao distanciamento e uso de máscaras.
    • IMPORTANTE: As Regiões se uniram por uma espécie de vademecum comum, uma lista de regras para abertura em base ao número de contágio, portanto traduzindo: o governo liberou a abertura, mas cada região pode modificar o que prefere abrir. Exemplo: a Toscana preferiu não abrir bares, restaurantes, e cabeleireiros dia 18, somente dia 25.
    • MUSEUS – Como informado, os museus podem abrir dia 18, mas é importante verificar no site do museu a data da abertura, pois alguns optar por abrir mais tarde para poder modificar a estrutura e se adequar a norma de distanciamento social.

Do dia 25 de maio:

  • abertura de piscinas e academias

Do dia 3 de junho:

  • as viagens inter-regionais e as viagens de e para o exterior também serão possíveis.
    • os italianos podem viajar entre os países da União Europeia sem uma obrigação de quarentena
    • Porém atenção: O Estado ou as Regiões podem adotar ou reiterar medidas que limitarão a circulação no território regional em caso de agravamento da situação epidemiológica. Essas regras também se aplicam a viagens de e para o exterior.
    • No entanto, serão permitidas viagens entre a Cidade do Vaticano ou a República de São Marinho e regiões vizinhas.
  • É proibido reunir pessoas em locais públicos ou abertos ao público. As funções religiosas com a participação de pessoas “serão realizadas em conformidade com os protocolos assinados pelo Governo e as respectivas confissões, contendo as medidas adequadas para evitar o risco de contágio”.

Do dia 15 de junho:

  • abrem teatros, cinemas e uma variedade de ofertas recreativas para as crianças.

As pessoas são aconselhadas a manter uma distância de pelo menos um metro uma da outra.

Escolas e universidades estão fechadas até setembro.

(Photo by Andreas SOLARO / AFP)

Quando os estrangeiros que não provém da União Européia podem viajar a Itália?

Não foi informado pelo governo italiano, muito se comenta que a Itália irá seguir a recomendação comum da União Européia (veja abaixo). É claro que ficaremos de olho nas notícias sobre isso e informaremos quando for possível.

Com relação à União Européia: Informações sobre restrições temporárias em matéria de viagens não essenciais
Para conter a propagação do vírus, em 16 de março a Comissão Europeia recomendou aos Estados-Membros a aplicação de uma restrição coordenada inicial de 30 dias das viagens não essenciais de países terceiros para a UE. Na sequência da aprovação desta recomendação pelos dirigentes da UE, todos os Estados-Membros da UE (exceto a Irlanda) e todos os países associados a Schengen (Islândia, Listenstaine, Noruega, Suíça) aplicam atualmente esta restrição de viagem. Em 8 de abril, a Comissão convidou os Estados-Membros e os países terceiros associados a Schengen a prorrogarem até15 de maio as restrições temporárias aplicáveis às viagens não indispensáveis para a UE. Em 8 de maio, a Comissão recomendou uma prorrogação da restrição temporária de viagem para o espaço UE+ por mais um período de 30 dias. Essa restrição deverá expirar em 15 de junho de 2020.

Viagens e turismo na Europa: Orientações práticas para viajantes e empresas

A União Européia realizou em português, uma página que dá indicações aos turistas de como se proceder durante sua viagem no período de pandemia, veja aqui.

Como é que posso obter informação sobre onde é que ainda há restrições em vigor?

Os países membros da União Européia devem comunicar entre si regularmente sobre o ponto da situação das restrições. Tal é necessário para garantir que as pessoas que atravessam as fronteiras possam fazer planos e agir com base em informações transparentes e com plena consciência da situação, permitindo-lhes assumir a sua responsabilidade individual no respeito pelas recomendações em matéria de saúde ao viajar.

A Comissão Européia possui uma página online com a lista de controlos nas fronteiras internas em vigor no momento AQUI, bem como ligações para outras informações pertinentes para os viajantes (sobre a situação de saúde local, os serviços de saúde, os protocolos de saúde aplicáveis, etc.).

Conselho de viagem do Ministério de Relações Exteriores

Através deste link, você encontrará os últimos conselhos de viagem do Ministério de Relações Exteriores do Brasil relativos à Itália.

O Istituto Superiore di Sanità (RIVM italiano) publica um mapa das áreas vermelhas em seu site todas as semanas.

Vôos para a Itália

Os aeroportos italianos voltam a funcionar normalmente ja a partir do dia 3 de junho, mas a grande maioria já está aberta.

Brasil x Itália – Duas companhias aéreas possuem voos diretos do Brasil para a Itália. A Alitalia tem voos que saem de São Paulo e do Rio de Janeiro para Roma. E a LATAM liga São Paulo à Milão. Se você não se importa em fazer escala antes de chegar ao destino final, muitas outras companhias aéreas também ligam o Brasil à Itália. Para citar apenas algumas: Air France, KLM, TAP, Iberia, Lufthansa, Swiss, British Airways, Air Maroc. Só é preciso saber que a escala será realizada no país de origem da companhia aérea. Além de tomar cuidado para que o tempo entre um voo e outro seja suficiente.

Até o presente momento esta são as informações passadas pelas companhias sobre estimativa de vôos:

  • AIR EUROPA – A companhia espanhola Air Europa acredita na retomada dos voos para a América do Sul somente a partir de julho.
  • AIR FRANCE – A Air France planeja retomar seus voos a partir de 18 de maio,  operando 1 voo por semana partindo de GIG e 3 voos semanais partindo de GRU.
  • ALITALIA – A Alitalia havia afirmado que queria retomar o voo de Roma para São Paulo em 16 de maio, com três frequências semanais. No entanto, os voos do Brasil para a Itália até o mês de junho foram suspensos.
  • BRITISH AIRWAYS – A British pretende retomar seus voos para o Brasil em junho. A previsão é de que o trecho Londres-São Paulo volte a ser operado diariamente com aeronaves Boeing 777-300.
  • KLM – A KLM estará de volta ao Rio de Janeiro, a partir do dia 18 de maio, com 2 voos por semana partindo de GIG, e também haverá um terceiro voo semanal partindo de GRU. Os voos são diretos para Amsterdam e a partir de Schiphol conectam para outros destinos da Europa;
  • LUFTHANSA – A partir do dia 1º de junho a Lufthansa passará a oferecer cinco voos semanais na rota entre São Paulo e Frankfurt. Isso significa um aumento de duas frequências em relação à oferta atual.
  • TAP – A companhia portuguesa adiou o retorno das operações para o Brasil de maio para junho. Os voos para São Paulo, Recife e Belo Horizonte devem reiniciar em 1° de junho. Em 2 de junho devem ser retomados os voos para o Rio de Janeiro e Brasília. No dia 4, Salvador e Belém. Em 5 de junho está prevista a retomado dos voos para Fortaleza. As operações em Maceió e Natal retornam em julho.

Europa – Várias companhias aéreas cancelaram voos para a Itália até maio. Por exemplo, a Ryanair não voa mais para a Itália até 28 de maio, a Transavia não voa até 3 de junho.

Cancelamentos – A maioria das companhias aéreas permite que os viajantes alterem ou cancelem um bilhete gratuitamente (neste último caso, geralmente em troca de um voucher, que retém o valor do bilhete e, posteriormente, também pode ser convertido em reembolso).


Novas regras de distanciamento social na Itália, vigentes no momento:

  • É proibido reunião de pessoas em locais públicos ou abertos ao público
  • As pessoas são aconselhadas a manter uma distância de pelo menos um metro uma da outra.
  • Comércio: pelo menos 1 metro entre os clientes nas lojas. Na entrada de shopping centers e supermercados, poderá ser pedido a medição da temperatura. Para entrar nas lojas, você terá que fazer fila e, dentro, terá que manter uma distância de 1 metro. No caso de venda de roupas: luvas descartáveis ​​devem ser colocadas à disposição dos clientes para serem usadas, a fim de escolher as mercadorias independentemente, tocando-as.
  • Hotéis e B&B’s: Nos hotéis, será necessário usar uma máscara nas áreas comuns e ficar a uma distância de 1 metro. A equipe terá que colocá-lo na presença de clientes. O pagamento eletrônico deve ser favorecido para reservas com sistemas automatizados de check-in e check-out sempre que possível. No final de cada turno de trabalho, a recepcionista deve limpar o equipamento usado.
  • Nos restaurantes e bares:  pode ser pedido a medição da temperatura corporal, impedindo o acesso a pessoas com temperatura acima de 37,5 graus. A presença de géis e desinfetantes é obrigatória, enquanto as listas de reservas devem ser mantidas por 15 dias. Em restaurantes com mesas no interior, a distância entre uma mesa e outra de pelo menos 1 metro deve ser garantida. Bufê proibido, já o consumo no balcão pode ser permitido se a distância for garantida. Máscaras para funcionários, mas também para clientes que não estarão sentados à mesa. Barreiras em frente ao caixa, higienização da mesa e menu online.
  • Mercados locais: Os mercados locais podem reabrir, mas os acessos devem ser regulados e escalonados, sempre que possível as rotas de entrada e saída são divididas. O uso de luvas descartáveis deve ser previsto nas atividades de compra, principalmente se você estiver comprando alimentos e bebidas. As máscaras também devem ser usadas por operadores e clientes, e distância garantida.
  • No transporte público: o Governo fez um texto de linha-guia para os passageiros de transporte público:
    • Uso da máscara é obrigatório, mesmo que de tecido.
    • Compre, sempre que possível, bilhetes eletronicamente, online ou por meio do aplicativo.
    • Durante a viagem, higienize as mãos com freqüência, mesmo usando os dispensadores apropriados e evite tocar seu rosto.
    • Siga as indicações e rotas indicadas dentro das estações ou nas paradas, mantendo sempre uma distância de pelo menos um metro de outras pessoas.
    • Use as portas dos veículos indicadas para subir e descer corretamente, respeitando sempre a distância de segurança.
    • Sente-se apenas em locais permitidos, mantendo distância de outros ocupantes.
  • No táxi: somente 2 passageiros por vez, o passageiro poderá andar somente no banco de trás e é obrigado a usar a máscara.
  • Nos vôos: não será obrigatório manter a distância dentro do vôo, mas é obrigatório o uso de mascaras. Rotas de sentido único dentro do aeroporto e até os portões. Uso de scanner térmico para passageiros que chegam e partem
  • Nos museus: Obrigatório o uso de máscaras, manter distância de ao menos um metro, rotas de mão única. As reabertas serão diferenciadas com base no tipo de museu (local ao ar livre, local em espaços confinados, local híbrido), tamanho e concentração dos fluxos de visitantes. Especificamente, as medidas para museus com mais de 100.000 visitantes por ano serão mais rigorosas do que as dos pequenos museus.
  • Praias: guarda-sóis e espreguiçadeiras desinfetados. Nas praias é necessário garantir pelo menos 10 metros quadrados para cada guarda-sol. A distância de pelo menos 1,5 m entre as cadeiras deve ser garantida. Espreguiçadeiras, cadeiras e guarda-sois devem ser limpos a cada mudança de pessoa ou família. De qualquer forma, o saneamento deve ser garantido no final do dia.
    • Quanto aos esportes de praia, é possível esportes individuais ou na água (natação, surf, windsurf, kitesurf), são proibidos esportes de equipe (por exemplo, vôlei de praia, futebol de praia).
  • Cabeleireiros: entradas apenas mediante reserva. A temperatura corporal possa ser detectada, impedindo acesso em caso de temperaturas acima de 37,5 ° C. A lavagem do cabelo é obrigatória.
  • Centros de estética e spa: Nos centros de beleza “a área de trabalho, sempre que possível, pode ser delimitada por barreiras físicas adequadas para evitar o contágio por gotículas” e deve haver dispensadores de álcool e limpeza das cabines. A equipe terá que usar viseiras, máscaras e luvas e deve evitar tratamentos a vapor sempre que possível. É proibida a disponibilização de revistas nas áreas de espera. É proibida a utilização da sauna, banho turco e banheiras de hidromassagem.

 É claro que ficaremos de olho nas notícias sobre viagem na Itália e informaremos quando for possível.

 

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.