By

As Catacumbas de Nápoles, ou melhor, mais especificamente as chamadas Catacumbas de San Gennaro, não estão entre as principais atrações turísticas da cidade, mas sem dúvida alguma elas merecem uma visita, sobretudo por causa do valor histórico e cultural que possuem.

Nápoles sempre teve uma relação muito peculiar com a morte e quando a gente visita a cidade dá para notar isso simplesmente observando alguns detalhes nas igrejas e até mesmo nas ruas, como os pequenos altares com um crânio no centro. Então, ao conhecermos as catacumbas, podemos aprender um pouco mais sobre esse assunto que, pelo menos em mim, provoca muita curiosidade.

Nossa visita às catacumbas de San Gennaro foi guiada por Antonio, um jovem muito competente que contou detalhadamente a história do lugar. Todas as visitas são guiadas (em italiano ou em inglês) e esse é um detalhe importantíssimo, pois assim você conhece muitos detalhes e curiosidades das catacumbas.

Catacumbas de Nápoles

Nosso guia, Antonio, explicando os afrescos em uma das tumbas.

As catacumbas de Nápoles são extremamente amplas, praticamente uma cidade subterrânea escavada na colina de Capodimonte. São as maiores catacumbas do sul da Itália e isso se deve ao motivo de terem sido escavadas no tufo, um tipo de pedra vulcânica muito resistente, mas fácil de ser escavada. Além disso, as catacumbas de San Gennaro são também aquelas de maior valor artístico devido aos afrescos e mosaicos encontrados em algumas tumbas.

Catacumbas de Nápoles

Como uma cidade subterrânea.

O antigo cemitério foi desenvolvido ao redor das sepulturas de uma rica família romana por volta do século II e foi se desenvolvendo ao longo dos séculos, sobretudo depois que o corpo de São Gennaro, o padroeiro da cidade, foi transferido para lá. Todas as pessoas queriam ser sepultadas perto da tomba do santo e esse é um dos fatores que contribuíram para que as catacumbas se tornassem tão grandes. Hoje há cerca de 3000 tumbas nas catacumbas de San Gennaro, mas é um número que tende a aumentar, já que ainda há muita coisa a ser escavada.

Catacumbas de Nápoles

A famosa tumba de San Gennaro, perto da qual todo mundo queria ser enterrado. É a única tumba inacessível ao público (a foto está com zoom, pois ela fica em um buraco), pois ficava no subsolo, coberta por um piso sobre o qual ficava um altar. A partir do século IV se tornou a tumba mais importante para a população de Nápoles, devota incondicional do santo. Hoje em dia as relíquias de San Gennaro se encontram na Catedral de Nápoles.

Há vários tipos de tumbas nas catacumbas. Podiam ser sepultadas tanto pessoas comuns, quanto os ricos e o clero. Os pobres eram enterrados no chão, em verdadeira fossas comuns cobertas com uma tampa de mármore. Na parede há nichos retangulares onde eram colocadas as pessoas pertencentes à classe média e outras em forma de arco, geralmente decoradas com mosaicos ou afrescos, onde eram sepultados os mais ricos, já que os pobres não tinham condição de pagar um artista para embelezar as tumbas.

catacumbas de Napoles

Os nichos nas paredes das catacumbas

Ao longo dos séculos, por razões de higiene, os corpos foram transferidos para os cemitérios da cidade e por isso hoje todas as tombas estão vazias.

Catacumbas de Nápoles

Este é um dos afrescos melhor conservados das catacumbas de San Gennaro. Ele retrata uma família de época bizantina que estava enterrada ali. As camadas de pintura permitiram identificar a ordem de morte de cada um dos componentes. A primeira pessoa a morrer teria sido a filha pequena, depois o pai e por último a mãe, pois está vestida de luto.

Os afrescos nas tumbas serviram também para identificar a classe social das pessoas, a idade, as profissões e os guias explicam a maior parte deles, fazendo com que a gente possa entender quem repousava naqueles lugares.

As Catacumbas de Nápoles são um lugar de imensa importância histórica, mas também um lugar de muita paz, respeito e serenidade. Elas são uma propriedade do Vaticano, mas são administradas por uma cooperativa local chamada Paranza. Todos os guias são jovens provenientes do bairro popular onde elas estão localizadas, devidamente preparados e com muito conhecimento sobre o lugar. Eles são um exemplo de como é possível tirar muitos jovens das ruas e dar a eles uma oportunidade de trabalho e de crescimento.

 

Algumas dicas para visitar as catacumbas de Nápoles

  • Tanto no inverno quanto no verão, a temperatura nas catacumbas variam entre 15 e 22 graus, por isso é bom levar um agasalho adequado e usar sapatos confortáveis para enfrentar a inteira visita tranquilamente.
  • O bilhete inteiro das Catacumbas de San Gennaro custa 8 euros e serve também para entrar nas catacumbas de San Gaudioso.
  • Lá dentro tem wi-fi grátis! Você pode publicar sua fotos ao vivo, mas não deixe de colocar a hashtag #CatacombediNapoli!
  • Para mais informações, visite o site www.catacombedinapoli.it

 

Como chegar às Catacumbas

As Catacumbas de San Gennaro ficam na Via Tondo di Capodimonte, nº 13. É possível chegar lá de ônibus (linhas 168, 1781 C63 e R4), descendo na parada 3250 – Basilica Incoronata – Catacombe San Gennaro.

 

Horários de funcionamento das catacumbas:

De segunda a sábado, das 10 às 17h
Domingos, das 10 às 13h

As visitas guiadas partem de hora em hora.

 

Nota: Eu participei desta viagem de imprensa como convidada pelo projeto Baia di Napoli. Este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.

blogtour

 

Mais dicas

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

Tags:
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.