By

No mundo da pizza, uma das mais conhecidas e amadas é a pizza Margherita (aportuguesada como “Marguerita”). Mas o que poucas pessoas sabem é que esta receita de pizza leva o nome da rainha italiana Margherita de Sabóia.

A história é a seguinte: o ano era 1889, o rei Umberto I e sua esposa, a rainha Margherita de Sabóia, estavam em visita a Nápoles, para tentar harmonizar a tensão com os cidadãos do sul, descontentes com a Unificação da Itália. Os historiadores acreditam que a rainha, cansada da culinária francesa gourmet, que era popular entre os membros da realeza de toda a Europa na época, convocou o mais famoso pizzaiolo de Nápoles, Raffaele Esposito, para que lhe preparasse três tipos de pizza diferentes.

O pizzaiolo preparou, então, as pizzas com os ingredientes que tinha à disposição e típicos de Nápoles. Foi preparada uma pizza com um tipo de banha de porco chamada “sugna”, queijo ralado, azeite de oliva, pimenta do reino e manjericão; uma com azeite de oliva, molho de tomate e alho; e por fim uma com  molho de tomate, muçarela e manjericão.

A variedade que a rainha mais gostou foi aquela com molho de tomate, muçarela e manjericão que, coincidentemente, tinha as cores da bandeira italiana (vermelho, branco e verde). Não sabemos que se ela escolheu esta pizza por causa das cores ou pelo sabor, mas certamente Margherita ficou animadíssima.

Uma carta do chefe dos serviços de mesa da Casa Real, ainda exposta na Pizzeria Brandi, agradece ao piazzaiolo napolitano por satisfazer os gostos de Sua Majestade Margherita, especialmente aquela pizza com tomate, manjericão e muçarela.

 

O criador da Pizza Margherita

Raffaelle Esposito era o pizzaiolo da pizza Brandi, uma das mais antigas de Nápoles, existente até hoje, mas que nasceu com outro nome.

A pizzaria foi aberta na década de 80 do século XVIII, quarenta anos após a pizzaria mais antiga do mundo, a de Port’Alba, também em Nápoles. O proprietário era Pietro Colicchio, que chamou a pizzaria de “Pietro e basta …”.

Pietro, sem filhos ou irmãos, já perto  de morrer vendeu o negócio a Enrico Brandi, que o repassou a sua filha Maria Giovanna Brandi e o marido, o famoso Raffaele Esposito.

Aparentemente Raffaelle era um piazzaiolo e tanto, por isso foi escolhido para satisfazer o desejo da rainha Margherita de Sabóia. Um célebre jornalista da época, Michele Parisi, escreveu sobre ele o seguinte: “(…) do ilustre poeta com monóculo, ao jovem poeta em ascensão, do jornalista profissional ao jornalista aprendiz, do magistrado em repouso à guarda burguesa, do cavalheiro mais requintado ao vendedor ambulante mais trivial (…) todo mundo está esperando e saboreando sua pizza porque a pizzaria de ‘Pietro il pizzaiolo’ na via Chiaia, esquina de S. Anna di palazzo, está entre as mais famosas pizzarias napolitanas”.

O TripAdvisor/guia gastronômico de antigamente!

Placa comemorativa dos 100 anos da criação da Pizza Margherita na Pizzaria Brandi. Foto: WikiCommons

A pizza Margherita não era assim tão inédita…

O que se diz é que a pizza margherita não foi exatamente criada naquele momento, especialmente para a rainha. Ela já existia! Não era considerada uma das mais clássicos e importantes, no entanto, em Nápoles já tinha sido feita.

Por exemplo, antes de Margherita, uma outra rainha, Maria Carolina de Bourbon, já gostava de pizzas, tanto que mandou instalar um forno especial na corte, no palácio de San Ferdinando. Carolina adorava aquela pizza branca, vermelha e verde.

Ok, ela podia até gostar, mas quem soube fazer o marketing e quem ficou famoso foi o outro pizzaiolo e a outra rainha. Coisas que acontecem!

 

Os ingredientes da pizza Margherita

De acordo com a especificação da ‘verdadeira pizza napolitana’ (ou ‘verdadeira pizza napolitana’), apenas estes ingredientes podem ser usados:

Ingredientes da massa:
Farinha de trigo;
Fermento biológico;
Água;
Sal.

Ingredientes do recheio:
Tomate pelado e / ou molho de tomate fresco;
Azeite extra-virgem de oliva
Muçarela de búfala ou muçarela fiordilatte;
Folhas de manjericão.

Pizza Margherita

Desde fevereiro de 2010, a União Europeia reconheceu a originalidade da pizza napolitana, atribuindo-lhe a marca STG (Especialidade Tradicional Garantida). Esta marca certifica a conformidade com uma série de regras que especifica suas características, tanto em termos dos ingredientes utilizados quanto dos métodos de preparação. Em 2017, a arte do pizzaiolo napolitano, da qual a pizza napolitana é um produto tangível, foi declarada pela UNESCO como uma Patrimônio Imaterial da Humanidade.

 

Sobre a Pizzeria Brandi

Se você quiser conhecê-la quando for a Nápoles, a Pizzeria Brandi fica na Salita S. Anna di Palazzo, 1/2, Nápoles.

 

Mais dicas

  • Procura experiências únicas na Itália? Veja nosso guia
  • Procura hotéis na Itália? Veja a lista de hotéis testados por nós ou veja preços no booking
  • Faça um passeio particular com Guias em Portuguêsveja aqui – e aproveite mais a viagem.
  • Procura Transporte na Itália? Temos serviço de Van com Motorista e barcos.
  • Faça uma sessão fotográfica na Itália e fique uma recordação única da sua viagem. Veja aqui.
  • Aprenda a cozinhar com um italiano, uma experiência imperdível! Aula de culinária particular na Itália, diversão garantida. Roma, Toscana e Piemonte

Saiba mais

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

Tags:
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.