By

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Email this to someonePrint this page

Conheça Santa Maria de Leuca, a cidade da Puglia entre o Mar Adriático e o Mar Jônico, onde admirar cavernas e a paz do mar azul do Salento.

Santa Maria di Leuca é um vilarejo que pertence ao município de Cabo Castrignano (Le). É uma das áreas mais bonitas de Puglia, fica bem ao sul da província e é a ponta do “salto da Itália”.

Santa Maria di Leuca é uma bela pérola do Mediterrâneo, situada na ponta da Itália, bem onde se divide o Mar Jônico e o Mar Adriático.

santa maria di leuca puglia 18

No município ainda fica a famosa  marina de Cabo Castrignano, que é caracterizada por uma pluralidade de beleza não só paisagens, mas também de interesse artístico e histórico.

Selvagem e caracterizada por escarpas, promontórios de natureza preservada, Marina di Leuca fica  na extremidade da Itália, entre “punta Ristola” à oeste, extremo sul do Salento, e “punta Mèliso” à leste, ao pé de um promontório. E é a partir daqui que, às vezes, é possível ver no mar uma espécie de linha de separação longitudinal, bastante distinta em termos de cor, que sempre sugeriu a imaginação popular, como a fronteira real entre o Mar Adriático e o Mar Jônico.

Porém, na verdade,  a linha identificada pelo mar em Punta Meliso é apenas uma convenção náutica, e que em vez disso, o limite oficial, é dado pelo Canale d’Otranto, ou seja, o estreito de mar entre o ponto mais oriental  da Itália (Punta Palascia) e Capo Linguetta na Albânia.

Faça um passeio inesquecível de bike na Puglia – Pacotes e tours de 1 dia!

santa maria di leuca puglia 16

olha a cor dessa água!!!

A lenda

Por que a cidade é chamada de Santa Maria di Leuca?

É fruto da mistura entre sagrado e profano, entre mito e o rito.

A Madonna (Maria) é considerada a protetora dos pescadores por causa de um incidente que ocorreu no século XVI, durante o qual, diz-se, que a Virgem salvou os pescadores e os habitantes de uma terrível tempestade. Mas o resto do nome, Leuca, é derivado de um belo mito ligado à Grécia antiga. É uma história de amor e sofrimento estrelada por Leucasia, uma sereia (de Leucòs, como Leucos – “branco”, em grego, também usado para definir a espuma do mar).

Ao canto harmonioso da sereia nenhuma pessoa  tinha resistido, a não ser Melisso, um pastor que levava suas ovelhas para as rochas. Leucasia se apaixonou por ele, mas o coração do jovem já pertencia à outra menina, Aristula. Então a sereia programou uma vingança e, esperando que os amantes descessem sobre as rochas para um passeio romântico, ordenou uma tempestade que os levaram a se afogar. A sereia se assegurou que os seus corpos acabariam separados sempre nos dois bordos opostos do golfo. A deusa Minerva, que testemunhou a cena, sentiu piedade pelos dois, oferecendo-lhes a eternidade, petrificando os corpos. Os dois corpos são hoje os dois pontos do promontórios, Punta Meliso e Punta Ristola. Duas extremidades destinadas a nunca se tocarem, mas que juntas abraçam uma área de água, nas extremidades da terra.

A Sereia, de tanto remorso, pediu para ser petrificada também e acabou se tornando a cidade branca de Leuca.

santa maria di leuca puglia 9

Descobrindo Leuca

Uma das principais atrações de Santa Maria di Leuca é certamente a costa, que é composta por falésias altas e recortadas no lado da costa do Adriático, e baixas e mais homogêneas no lado Jônico.

A costa, em ambos os lados, apresenta inúmeras entradas cársticas que completam a paisagem impressionante. Todas as cavernas variam em profundidade e forma, algumas são tão impressionantes que foram chamados pelos moradores com muitos nomes simbólicos.

Este é o caso da Grotta del Diavolo (caverna do Diabo), assim chamada não apenas por causa dos antigos contos populares, que atribuíam à presença do Diabo com vários estrondos que podiam ser ouvidos dentro da caverna, mas também por causa da presença de uma enorme pedra ao seu interno, que lembra a cabeça de um dragão.

santa maria di leuca puglia 6 1

Outras cavernas interessantes são a Grotta del Soffio (a gruta do assopro), que é uma das mais belas e possui cerca de quarenta metros de profundidade. Dentro dela é possível admirar a água cristalina e se encantar com cores vivas da própria rocha, que mudam de acordo com a incidência de luz solar.

A La Grotta delle Tre Porte (a Caverna das três portas), apresenta três arcos naturais, onde o visitante pode ultrapassar à nado ou de barco. No interior há estalactites e estalagmites visíveis que caracterizam a sua forma.

Entre outras cavernas, visíveis graças aos muitos passeios de barco organizados durante o verão, recomendo a Grotta del Lago (gruta do lago), que se pode chegar com uma curta caminhada nas rochas. Esta gruta ainda possui correntes de água doce que criam jogos de cores incríveis.

santa maria di leuca puglia 13

Faça um passeio na Puglia com o Roberto, um guia de turismo que fala português!

Uma das maravilhas de Leuca é sem dúvida o Santuario di Santa Maria de Finibus Terrae, de 1700. Dentro da igreja há muitas pinturas de 1800, algumas do pintor Francesco Saverio Mercaldi.

O panorama que aparece na praça em frente à Basílica é de uma beleza sem precedentes. Apenas a partir daí, em determinadas condições climáticas, você pode ver uma cor de linha discernível que, de acordo com a crença popular, marcaria a divisão entre o mar Jónico e Adriático.

A Cascata Monumentale liga a igreja ao antigo porto. Esta cascata foi construído por ordem de Mussolini e são duas rampas de escadas que possuem 296 degraus cada, no final da qual se ergue a coluna romana. Elas são separados por uma cachoeira artificial, aberta apenas em raras ocasiões.

santa maria di leuca puglia 5

A Cachoeira  derrama suas águas diretamente no mar, com a configuração característica do panorama do Porto de Leuca, que teve grande importância na história da cidade, tendo representado a passagem obrigatória para as pessoas, marinheiros, invasores, comerciantes.

Há uma lenda que Eneias desembarcou neste porto, e outra que o apóstolo Pedro desembarcou aqui da Palestina, para começar seu trabalho de evangelização em seguida, para Roma.

santa maria di leuca puglia 19 santa maria di leuca puglia 6

As lendas são contos imaginários, é claro, mas a memória histórica desses lugares é real, viva, extraordinária e estando ali, no terraço do farol, na ponta da península do Salento, à 102 metros acima do nível do mar, fará você olhar para o ‘horizonte em silêncio, admirando o infinito, e neste momento, até mesmo as lendas parecem mais verdadeiras….

Andando pelo corso di Leuca ou ao longo das ruas estreitas da cidade, é possível se encantar com as moradias do século XIX, casas aristocráticas que eram as peculiaridades dessa marina. Muitas foram destruídas ou danificadas durante a Segunda Guerra Mundial, embora algumas ainda são visíveis em todo o seu charme, com vários estilos arquitetônicos e decorativos.

Entre as mais bonitas estão: Villa Mellacqua, Villa La Meridiana e Villa Episcopo.

santa maria di leuca puglia 20

Festas e tradições

Em 15 de agosto de cada ano se celebra a Assunção de Nossa Senhora em  Santa Maria di Leuca. Na noite anterior (l ‘ ‘Intorciata‘ dia 14 de Agosto) a estátua da Virgem Maria é transferida do santuário para a Igreja Cristo Re, apenas para ser levada em procissão até o porto dia 15, na presença do Bispo e as autoridades civis e militares. A imagem será embarcada em um dos barcos dos pescadores locais (escolhido em sorteio), e festivamente decorada para a ocasião, e é seguida em procissão por todos os outros barcos, formando um  lindo espetáculo no mar. Chegando à San Gregorio, e é trazida de volta para o Santuário. Depois da missa ao porto, o festival termina com a queima de fogos à meia-noite, um evento ansiosamente aguardado por turistas e moradores.

santa maria di leuca puglia 5 1 santa maria di leuca puglia 3 1

Como  chegar:

  • De trem: Leuca possui uma estação de trem (Gagliano – Leuca), que é o início da linha –  Maglie – Gagliano e Novoli – Gagliano da Ferrovie del Sud Est.
  • De ônibus: de Lecce você pode usar o serviço de Inverno STP. Enquanto no verão, o serviço de ônibus “Salentoinbus “
  • De carro: na autostrada até Bari, superstrada Brindisi – Lecce, chegando em Lecce pegue a Tangenziale leste ou  oeste em direção à sul seguindo a SS16, e então o SS 275 de Maglie a Leuca. Ou a partir de Lecce pegue a SS 101 até Gallipoli e em seguida a SS 274 até Leuca, esta segunda estrada é mais longa cerca de 10 km, mas é muito melhor do que o SS 275, que atravessa muitas cidades.
  • De avião: O aeroporto mais próximo é o de Brindisi. De lá você pode pegar o ônibus que liga o aeroporto com o centro de Lecce ou alugar um carro.

 

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

 

♦ Mapa                                                                                     

 

 

The following two tabs change content below.
Deyse Ribeiro
Deyse Ribeiro mora na Toscana desde 2008, onde é guia de turismo habilitada, autora do blog Passeios na Toscana. Ela trocou as colinas de Minas pelas colinas do Chianti, o queijo mineiro pelo pecorino e a cachaça do interior pelo vinho Brunello, deixou pra trás o diploma de advogada e começou uma vida nova “sob o sol da Toscana”. Entende o complexo mundo do turismo na Itália, é especialista em trufas (tartufo), estudante de sommelier profissional, e apaixonada por arte e história.
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.