By

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+2Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Email this to someonePrint this page

Saiba o que ver em Otranto, uma cidade que mistura história, cultura, arte, natureza, dificilmente comparáveis ​​com outros lugares da Puglia.

Otranto está no ponto mais ao calcanhar da “bota da Itália”, conhecida como a cidade dos mártires, uma jóia do Salento, uma ponte entre o Ocidente e o Oriente Médio, um território de praias azuis que não perde nada para as praias do caribe. É um lugar rico de história, arte e cultura. Otranto é tudo isso e muito mais!

Baixe gratuitamente o mapa da cidade AQUI.

otranto puglia 34

A cidade de 5.600 habitantes vê no verão sua população multiplicada por causa dos turistas, que procuram pela beleza da cidade, a singularidade do mar e a importância que desempenha na economia e turismo do Salento. O nome vem da palavra Hydruntum, indicando um pequeno rio que atravessa o vale Hidro, embora históricos acreditam que o nome pode ser derivado da colina que ficava perto da área do porto, chamado Odronto.

Ao território municipal também pertencem numerosos vilarejos, alguns dos quais também são  destinos turísticos importantes como Porto Badisco, Fontanelle, Serra Alimini, Frassanito, Conca Specchiulla.

Ao chegar a Otranto, a primeira coisa que impressiona é como a cidade é toda fortificada, a cidade velha é cercada por muralhas defensivas, e a entrada é através da Porta Alfonsina. A posição geográfica desta cidade, na verdade sempre foi uma faca de dois gumes, uma oportunidade comercial, mas também uma ameaça para a cidade, que muitas vezes foi palco de invasões e conflitos pela crescente habilidade comercial do seu porto.

otranto puglia 8

Tudo começa quando os colonos gregos fundaram a aldeia em plena expansão da Magna Grecia. Ao longo dos séculos, Otranto foi conquistada pelos lombardos, bizantinos, Angevins, Aragoneses e turcos, encerrando sob e reinado de Veneza e também nas mãos dos franceses. Portanto, uma longa fila de povos alternaram no controle da cidade, o que inevitavelmente deixaram sua marca. A cidade ainda preserva os sinais desses passos, com vários tesouros artísticos, uma vasta cultura, e obras arquitetônicas que se mantêm até os dias atuais.

Um tal testemunho é, sem dúvida, o impressionante Castello Aragonese (Castelo Aragonês), uma antiga fortaleza militar planejada por Ciro Ciri e construído entre 1485 e 1498 por Fernando I de Aragão, sob a base de edifícios militares já existentes e obras Suábias e Turcas.

O castelo tem uma forma pentagonal, rodeado por um fosso de proteção, tem três torres cilíndricas e um grande brasão pertencente a Carlo V acima da entrada principal. A Capela no primeiro andar é parcialmente afrescada e possui várias epígrafes, entre as quais, a Tumba de Donna Teresa De Azevedo, morta em 23 febbraio del 1707, no qual o marido, Don Francesco de la Serna e Molina, dedicou a seguinte epígrafe: “esempio di pudicizia, dea di bellezza, modello di onestà, prole di eroi spagnoli”. No andar inferior, há uma série de pequenos becos, galerias, e pequenos ambientes, um subterrâneo visitável. Atualmente é um Museu e é usado como um teatro e local para exposições e eventos culturais.

otranto

É emocionante andar sobre a antiga pavimentação feita de pedras do Corso Garibaldi, que é a rua comercial da parte antiga da cidade, chamada de Borgo Antico, onde começa a ramificar-se do labirinto de ruas estreitas e becos. Na Corso Garibaldi existem inúmeras lojas, abertas até tarde da noite, onde você pode encontrar de tudo, desde lembranças e produtos locais. Caminhando ao longo dessas ruas dá-se a impressão de voltar no tempo, com as casas, escadas, pátios, lojas, atmosferas de uma vez.

É um prazer caminhar pelas pequenas e belas vias, descobrindo cenários escondidos e desfrutando da hospitalidade do povo de Otranto. Cada canto é uma descoberta maravilhosa, uma igreja com vista para o mar por exemplo.

otranto puglia 11

Mais tarde, na Piazza del Popolo, você pode ver a “Torre dell’Orologio (relógio), que foi construída em 1799. Em uma parede lateral, o antigo brasão da cidade de Otranto, uma cobra negra que rodeia uma torre, pode ser visto. O relógio também foi restaurado como parte de algumas obras de renovação recente.

Posteriormente, entre cafés e bares, você pode chegar à Porta a Mare, através do qual, através de uma escadaria de madeira longa, é possível chegar ao porto.

otranto puglia 10

O porto, que foi cenário de comércio, tráfico,  local das principais atividades econômicas de Otranto, com base principalmente na pesca, mas hoje o turismo ocupa uma posição de liderança. Durante muito tempo o porto era a estação de partida e de chegada para os barcos que ligavam à vizinha Grécia e também à Albânia, e que hoje oferece inúmeros serviços de transporte e de atividades marítimas.

Sobre o mar, em seguida, há o Bastione dei Pelasgi, um bastião de onde se tem uma vista maravilhosa do porto. No coração da cidade velha, fica a Igreja de San Pietro, na área mais alta, há a Catedral e o Seminário. Entre outras coisas, nas bordas de algumas casas, localizadas nas ruas cénicas, você pode ver algumas grandes bolas de granito, que foram catapultadas no bombardeio Saraceno em 1480, para que não se esqueça a tragédia que se abateu sobre os habitantes de Otranto. No verão toda a área em questão é proibida ao tráfico de veículos e ciclomotores, assim é possível caminhar tranquilamente.

Não muito longe do castelo, encontramos a Catedral de Santa Maria Annunziata, outra obra fantástica de imenso valor artístico e histórico, que remonta ao século XI, a igreja ainda preserva os restos do massacre de 800 fiéis que, durante a invasão dos turcos em 1480, tentaram a resistência, pois não eram dispostos a renunciar à sua fé. O massacre dos mártires de Otranto é uma das mais dolorosas e tristes paginas da história da cidade. Visite a Capela dos Mártires com os ossos destes.

1200px Otranto cathedral martyrs

Outro tesouro preservado na igreja é o chão de mosaico, uma obra que descreve a “Árvore da Vida”, e é considerado por muitos especialistas uma enciclopédia do cristianismo. Na verdade, ele retrata vários episódios do Antigo Testamento, em geral, a maneira que o homem tem que fazer para ser purificado do pecado original e alcançar a salvação eterna. Também contém muitas referências pagãs e numerosos vestígios do papel histórico e simbólico que Otranto tinha como ponte entre Ocidente e Oriente. Comissionado pelo arcebispo, o trabalho nesta obra-prima começou em 1163 e levou quatro anos para ser concluído. Foi restaurado em 1993.

Outro edifício religioso para visitar é a Igreja de San Pietro, uma arquitetura de estilo bizantino-grego e famosa pela riqueza dos afrescos preservados nela. O nome é devido à crença de que São Pedro passou a partir daqui, a caminho da Palestina a Roma. Em qualquer caso, é a igreja mais antiga de Otranto, traçando seu núcleo até o quinto século.

otranto puglia 15

A influência cristã é, naturalmente, muito prevalente, e é evidente a partir do número de estruturas religiosas: além destas duas citadas, ainda há outras igrejas menores, mas igualmente interessantes, que são a Igreja de Santa Maria dos Mártires, a Igreja de Santa Maria del Passo e a Igreja della Madonna dell’Altomare.

Mas a beleza de Otranto não se limita à antiga vila e à importância histórica de seus tesouros artísticos. Uma das principais atrações da cidade é o mar inigualável e a bela paisagem natural: movendo-se em seguida ao longo da costa ao norte, a poucos quilômetros, as zonas balneares são marcadas por uma beleza natural fantástica, como a  Baia dei Turchi, local histórico do desembarque de soldados turcos, com sua praia azul turquesa e o mar calmo, que à primeira vista parecem ser realmente no Caribe!

otranto puglia 32

Baia di Orte

Há ainda os lagos Alimini, duas belas lagoas, uma de de água doce, e outra de água salgada, alimentados por riachos e rodeadas pela mata Mediterrânea e introduzido por uma faixa branca de areia.

Ainda a parte mais alta e rochosa de Torre Sant’Andrea e Torre dell’Orso, onde a costa assume a forma característica de enormes entradas, que através da ação do vento, se apresentam como grandes baías de pedras esculpidas. Dali há lindas vistas como das pequenas ilhas de rochas que se erguem do mar, criando jogos de formas e histórias lendárias, como a pedra mítica das ‘Duas Irmãs’.

otranto puglia

Mas a costa do Adriático oferece cenários emocionantes também ao sul de Otranto: da Baia di Orte por exemplo, é possível desfrutar de um mar esplêndido longe do caos das praias mais movimentadas, um local mais selvagem e intocado; o mesmo vale para Porto Badisco, nas proximidades, onde se diz que aconteceu o desembarque épica de Aeneas em Salento, e onde há a importante Grotta dei Cervi, onde ha expressão extraordinária de vida das civilizações antigas. Ou ainda, é impossível não visitar Santa Cesarea Terme, uma jóia da costa do Salento Adriático, famosa por ser uma das estações hidrotermais mais importantes a nível nacional.

Perto de Otranto também fica a Grotta della Poesia, no caminho para Lecce. Eu escrevi sobre ela -> Imperdível na Puglia: Grotta della Poesia, uma incrível piscina natural

Tudo isso faz de Otranto uma mistura de história, cultura, arte, natureza, dificilmente comparáveis ​​com outros lugares. A beleza do mar, as praias, a riqueza da sua arte e os segredos que esconde seu passado, coloca a cidade dos mártires no centro do turismo da região do Salento. Mais do que um período de férias, uma viagem que enriquece o coração, os olhos e a mente.

otranto puglia 13

Dicas:

-> Uma vez que o calor do dia se estabeleceu e o sol começa a se pôr, os moradores descem vão ao  lungomare, o passeio à beira-mar, para uma “socialização”, que é coisa típica do interior. La passeggiata é um passatempo favorito da noite em cidades pequenas em toda a Itália. Uma parada no Pasticceria Martinucci  para um gelato é uma necessidade absoluta. Se se estiver muito cheio, tente novamente no seu caminho de volta, eles permanecem abertos até tarde.

otranto puglia 6

Dona Maria Giovanna e a sua “pequena degustação” de produtos típicos do Agriturismo Torre Pinta, com meu marido.

-> Gastronomia: os menus locais apresentam peixe fresco e frutos do mar, como mexilhões, lulas, polvos e anchovas. Imperdível é o macarrão regional chamado orecchiette (pequenas orelhas) servido com molho de tomate fresco e ricotta salata (queijo ricota salgada) ou cime di rapa (folhas de nabo).

-> Vinhos:Puglia também produz azeite de alta qualidade e vinhos de renome, como Salice Salentino, um vinho tinto profundo feito com uvas Negroamaro, e o Primitivo de Manduria feito de uvas Primitivo.

-> Cultura e boa comida: indicada por uma amiga local, aproveitei para fazer uma degustação de produtos locais (mais para almoço completo)  no Agriturismo Torre Pinta. No local há um Ipogeo interessantíssimo. É um exemplo de uma torre colombaia (onde se criavam pombos), onde é precedido de um túnel escuro de 33 metros de comprimento. Possui detalhes que se referem à cultura Messapica (povo antigo que viveu na Puglia no século VI a.C): um forno utilizado para a cremação ou sacrifício, centenas de cavidades usadas como urnas e um banco de pedra colocados ao longo das paredes, usado por este povo de acordo com seu costume, para pôr o falecido. A origem Messapica desta estrutura é hoje a melhor hipótese. A descoberta deste subterrâneo, que aconteceu em Agosto de 1976, é atribuída ao arquiteto Antonio Susini. Local incrível e a senhora proprietária, a Maria Giovanna é um amor… 

-> A cidade dispõe de uma rede de wifi gratuito por 1 hora por dia, veja como ter acesso aqui.

-> Veja as datas das comemorações, festas e eventos folclóricos da cidade aqui.

-> Veja opções de trekking na Puglia aqui, assim como passeios de bike aqui, porque a região se preza para estas atividades!

Como chegar:

De Carro: As principais ligações rodoviárias para a cidade de Otranto são representados por Strada Statale 16 Adriatica Lecce-Maglie-Otranto
O centro também é acessível a partir das principais estradas: strade provinciali SP48 Martano-Carpignano Salentino-Otranto, SP87 litoranea Otranto-Porto Badisco-Santa Cesarea Terme, SP277 Otranto-Giurdignano, SP358 Uggiano la Chiesa-Otranto, SP366 Otranto-San Foca-San Cataldo.
De carro, pegue a A14 até Bari, dali se prossegue em direção a Lecce, pegue a SS16 para Maglie, saída Otranto e continue por mais 16 km.

Veja como alugar um carro na Itália aqui.

De trem: chegando por Lecce, continue para Maglie onde é necessário mudar de trem e pegar o que vai a Otranto. A cidade é tem uma estação ferroviária que é ponto final da linha Lecce-Otranto.

Compre passagens de trem em português aqui.

De avião: você pode pegar um voo para Aeroporto de Brindisi e de lá seguir de carro alugado para Otranto. Você pode também contratar um transfer particular do Aeroporto de Brindisi diretamente para Otranto.

otranto puglia 33

Informações:

-> Ponto de informação turística – Piazza Castello
0836 80.14.36 – 80.49.54
– > Castello Aragonese – site
horário: das 10às 19, todos os dias. A bilheteria fecha uma hora antes de fechar o castelo.
telefone: 0836 210094
bilhetes de entrada para o castelo – Preço total: € 5,00 (com visita guiada ao subterrâneo incluído)
Reduzidos para grupos de 8 pessoas / estudantes: € 2,00
Grátis para crianças acompanhadas pelos pais, guias turísticos europeus que acompanha grupos, pessoas com deficiência e para um acompanhante.
bilhetes de entrada unicamente para a área  subterrânea – Preço total: € 3,00
Reduzidos para grupos de 8 pessoas / estudantes: € 2,00
Grátis para crianças acompanhadas pelos pais, guias turísticos europeus que acompanha grupos, pessoas com deficiência e para um acompanhante.

* Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.

The following two tabs change content below.
Deyse Ribeiro
Deyse Ribeiro mora na Toscana desde 2008, onde é guia de turismo habilitada, autora do blog Passeios na Toscana. Ela trocou as colinas de Minas pelas colinas do Chianti, o queijo mineiro pelo pecorino e a cachaça do interior pelo vinho Brunello, deixou pra trás o diploma de advogada e começou uma vida nova “sob o sol da Toscana”. Entende o complexo mundo do turismo na Itália, é especialista em trufas (tartufo), estudante de sommelier profissional, e apaixonada por arte e história.
 

Deixe uma resposta

Style Switcher

Skin:

Backgrounds:

                       

You can also upload your own background from the Admin Panel.

Highlight Color:

             

Best viewed within the shop.

You can also create your own highlight color from the Admin Panel.